Menu
domingo, 20 de junho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO
CASAMENTO NA PANDEMIA

PM e Polícia Civil já autuaram mais de 25 pessoas que participaram de festa clandestina de casamento

A Polícia Civil e a Polícia Militar de Maracaju já identificaram e qualificaram mais de 25

7 Jun 2021 - 14h17Por Joelma Belchior, Sejusp

A Polícia Civil e a Polícia Militar de Maracaju já identificaram e qualificaram mais de 25 pessoas que desrespeitaram o Decreto Municipal N.º 15.644 de 31 de março de 2021, que proíbe aglomerações na cidade e participaram de um casamento com mais de 50 convidados no último sábado, dia 5 de junho.

Conforme o comandante da Companhia Independente da PM no município, major Edcezar Zeilinger, no início da noite de sábado, familiares do noivo procuraram a unidade para pedir autorização para realizar a festa. “Nós informamos sobre as restrições e proibições impostas pelo Decreto e que não poderia haver festa, comemoração ou qualquer tipo de aglomeração”, afirma.

Para surpresa do comando da PM de Maracaju, por volta de 21 horas foi recebida uma denúncia sobre a realização de uma festa de casamento em uma fazenda localizada na MS-460, distante aproximadamente 30 quilômetros da área urbana da cidade.

Quando a Polícia Militar chegou ao local, a maioria dos convidados evadiram. “Qualificamos aqueles que permaneceram no local, para que respondam por infração de medida sanitária, prevista no Código Penal, encerramos a festa e informamos inclusive que caso insistissem, responderiam também por desobediência”, lembra.

Porém, após a saída da Polícia Militar os proprietários da fazenda, que pertencem à família do casal de noivos, deram continuidade à celebração. “No domingo nos deparamos com diversos vídeos divulgados nas redes sociais, mostrando não apenas que a festa teve continuidade, mas que não houve qualquer respeito às medidas sanitárias, pois todos estavam sem máscaras e aglomerados”, relata o major Edcezar.

Os vídeos divulgados nas redes sociais foram copiados e apreendidos pela Polícia Civil, para serem utilizados como provas, bem como no intuito de identificar o maior número de pessoas possível, para que respondam pelas infrações cometidas.

Conforme o delegado Guilherme Sarian, tanto donos da propriedade rural, como organizadores e convidados irão responder por desobediência e infração de medida sanitária preventiva, crimes estes previstos nos artigos 330 e 268, do Código Penal, que prevê penas de 15 dias a 1 ano de detenção, mais multa.

“Nós iremos encaminhar todo o material que temos para a Vigilância Sanitária, para que esses autores sejam também responsabilizados administrativamente”, garante o delegado.

A Vigilância Sanitária de Maracaju informou que o processo administrativo já foi iniciado e que haverá uma reunião, ainda hoje entre o órgão, a PM e a Polícia Civil, para identificar todos os participantes do evento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - AÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL
Motociclista embriagado e desobedecendo Toque de Recolher é preso pela Guarda Municipal Bonito (MS)
D20 quebrou parede e foi parar dentro de casa (Foto: Marcos Maluf) - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS ACIDENTE EM MS
Motorista perde controle de D20, atinge carro parado e vai parar dentro de casa em MS
NÃO RESISTIU
Jovem de 24 anos morre 73 dias depois de acidente de trânsito
CRIME A ESCLARECER
Mulher é rendida, levada para matagal e executada com tiro na cabeça em MS
FESTA NA PANDEMIA
Com mais de 150 pessoas, festa open bar em chácara é encerrada pela Guarda Municipal
BONITO - MS - AÇÃO DA PMA
PMA de Bonito é acionada mas 'anta' na resiste e morre, ela foi atropelada na rodovia MS-178
JARDIM - AÇÃO POLICIAL
Polícia Militar apreende quase 800 quilos de maconha durante abordagem em Jardim
BOMBEIROS E PM NOMEAÇÕES
Governo anuncia nomeação de 347 novos policiais militares e bombeiros militares para MS
VÍDEO - POLÍCIA
VÍDEO: Motociclista é fechado por carro e tem moto roubada por traficantes em MS
BONITO - MS - TREINAMENTO
Policiais Militares e Guardas Municipais realizam instrução de tiro policial em Bonito