Menu
quinta, 24 de junho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO

Dívida Pública Federal ultrapassa a barreira de R$ 1,7 trilhão

23 Mai 2011 - 15h16Por Agência Brasil

A forte emissão de títulos fez a Dívida Pública Federal (DPF) subir 2,34% em abril e ultrapassar, pela primeira vez, a barreira de R$ 1,7 trilhão. Segundo dados divulgados há pouco pelo Tesouro Nacional, a DPF fechou o mês passado em R$ 1,734 trilhão, cerca de R$ 40 bilhões a mais que a quantia registrada em março (R$ 1,695 trilhão).

A maior responsável por esse aumento foi a dívida mobiliária (em títulos) interna do governo federal, que subiu 2,58%, passando de R$ 1,611 trilhão para R$ 1,653 trilhão. A alta foi influenciada pelo fato de o Tesouro ter emitido R$ 25,95 bilhões em títulos a mais do que resgatou no mês passado, principalmente papéis prefixados. Houve ainda o reconhecimento de R$ 15,62 bilhões em juros.

A alta só não foi maior por causa da dívida externa. Segundo o Tesouro, o estoque da dívida pública externa caiu 2,32%, de R$ 83,53 bilhões em março para R$ 81,60 bilhões no mês passado.

O resultado da DPF indica uma mudança de estratégia do Tesouro. Nos meses que iniciam trimestres (janeiro, abril, julho e outubro), normalmente, o Tesouro resgata títulos prefixados que estão vencendo. No início do ano, o governo anunciou que iria diluir os vencimentos para não haver concentração em determinados meses. Em abril, no entanto, o Tesouro não apenas diminuiu os resgates desse tipo de título como emitiu R$ 30,3 bilhões em papéis prefixados.

O lançamento de títulos prefixados fez a participação desses papéis na dívida interna subir de 29,02% em março para 29,55% em abril. A fatia dos títulos vinculados à Selic subiu de 28,51% para 28,72%. A participação dos títulos corrigidos pela inflação passou de 24,28% para 24,71%.

A parcela vinculada ao câmbio na dívida interna ficou negativa em 0,47%. Por causa da retomada das operações de swap reverso (compra de dólares no mercado futuro) pelo Banco Central, iniciadas no início do ano, o país deixou de ser devedor no câmbio no mercado interno e passou a credor.

Com a taxa definida com antecedência, os títulos prefixados são preferíveis para o Tesouro Nacional porque dão maior previsibilidade para a administração da dívida pública. Em contrapartida, os papéis vinculados à Selic representam mais risco porque pressionam a dívida pública para cima em épocas de aumentos dos juros básicos.

O prazo médio da DPF caiu de 3,64 anos em março para 3,61 anos em abril. O Tesouro Nacional não divulga o resultado em meses, apenas em anos. Apesar da redução do prazo, a participação dos vencimentos nos próximos 12 meses caiu de 23,98% para 23,2%. Prazos mais longos são favoráveis para o Tesouro porque representam tempo maior para renovar a dívida pública.

Por meio da dívida pública, o governo pega emprestado recursos dos investidores para honrar compromissos. Em troca, se compromete a devolver os recursos com alguma correção, que pode ser definida com antecedência no caso dos títulos prefixados, ou seguir a variação da taxa Selic (juros básicos), da inflação ou do câmbio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Instituto de Desenvolvimento de Bonito
Deputado solicita prorrogação da carência do Pronampe aos empresários de Bonito e região
MAUS-TRATOS AGORA É CRIME
MAUS-TRATOS: Homem é preso após arremessar gato na parede e tentar quebras as patas em MS
VACINA DA JANSSEN NO MS
JANSSEN: 150 mil doses serão para estudo de vacinação em massa de 13 municípios em MS
CASO INVESTIGADO EM MS
Mulher é estuprada e amarrada na própria casa em MS
Vagas são para escriturário, com função de agente de tecnologia e comercial (Foto/Arquivo: Henrique Kawaminami) - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS CONFIRA AS CIDADES DE MS
Banco do Brasil abre hoje seleção com salário de R$ 3 mil e vagas em MS
GUARDA MUNICIPAL DE BONITO BONITO - MS - AÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL
Guarda municipal cumpre 12 mandados de prisão no primeiro semestre em Bonito (MS)
ACIDENTE FATAL
Motociclista morre ao sofrer queda e ser arrastado por 10 metros em MS
MAIS VACINA CHEGANDO
DOSES DE ESPERANÇA: MS recebe mais 105.090 doses da vacina contra Covid-19 nesta quinta-feira
750x553_735759c62905dd3311431c0e4d446c7f FRIO - INVERNO
Frio chega com tudo no fim de semana e MS pode ter mínima de 1°C
Instituto de Desenvolvimento de Bonito
Projeto de Lei pode incluir ecoturismo de Bonito e região como atividade essencial