Menu
sexta, 5 de maro de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO
BONITO - MS - MUITA CHUVA

Chuva faz nível de rios subirem e interdita passeios em Bodoquena e Bonito (MS)

Chuva faz nível de rios subirem e interdita passeios em Bodoquena e Bonito (MS)

16 Mai 2017 - 16h22Por KEMILA PELLIN / PORTAL DA EDUCATIVA

Vários passeios da região da Serra da Bodoquena estão interditados nesta terça-feira (16), incluindo o Balneário Municipal de Bonito e as cachoeiras da Boca a Onça, conhecidos mundialmente por suas belezas naturais.

O motivo são as fortes chuvas que tem atingido a região desde o final de semana. Segundo levantamento apresentado por autoridades de Bodoquena, só ontem (15) foram registrados mais de 100 milímetros no município, deixando várias ruas alagadas, estradas destruídas, pelo menos uma ponte danificada e moradores ilhados.

O atrativo Boca da Onça, onde está localizada a maior cachoeira do Estado com 156 metros de altura, foi interditado, assim como os demais localizados no Parque Nacional da Serra da Bodoquena.

Em Bonito, a Gruta do Lago Azul, considerada o cartão postal da cidade, não recebeu visitantes nas primeiras horas do dia, sendo liberada apenas às 9 horas, quando o tempo firmou na cidade. Já o Balneário Municipal permanece fechado. O nível do Rio Formoso subiu tanto que invadiu o gramado do atrativo.

Vários passeios que margeiam o rio, como bote e flutuação, também estão fechados, já que a correnteza está muito forte e água turva.

Segundo a agente de viagens Roberta Andrade, se as chuvas derem uma trégua, em dois ou três dias a maioria dos atrativos da região devem voltar a funcionar normalmente.

Ela também destacou que apesar dos transtornos causados pelos alagamentos, a chuva não é vista como ‘vilã’ entre os trade turístico. “Na verdade essa chuva é importante, porque normaliza o nível dos rios antes da alta temporada”.

Bodoquena registrou alagamentos em diversos pontos

A cachoeira Boca da Onça por ser usada como exemplo, já que em abril deste ano ganhou repercussão nacional pelo pouquíssimo nível de água que caia dela, chegando a ser mencionado como uma possível seca da maior queda d’água de Mato Grosso do Sul.

Na ocasião o gerente de Turismo da Boca da Onça Ecotur, empresa que administra a atividade na propriedade rural onde está localizada a cachoeira, Ronni Gil de Queiroz, disse ao G1 que desde novembro do ano passado a escassez e a irregularidade das precipitações têm afetado não somente o atrativo, mas toda a região da Serra da Bodoquena.

 “Para se ter uma ideia da situação, em janeiro do ano passado, choveu na área da cachoeira cerca de 880 milímetros, enquanto que em janeiro deste ano, esse volume caiu para 340 milímetros. Além de pouca, a chuva ocorre ainda de forma irregular. As vezes chove em um ponto de fazenda e em outro está seco. Até mesmo açudes secaram”, comenta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EM CIDADE DE MS
Cidade de MS tem 15 dias de medidas restritivas e lockdown em 02 fins de semana
BONITO - MS - INFORME
ATENÇÃO: Balneário Municipal estará fechado na terça-feira (09) em período integral em Bonito
VACINA CONTRA COVID-19
Com mais 100 doses, idosos a partir de 75 anos serão vacinados nesta sexta-feira em Bonito (MS)
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Auxílio emergencial tem liberação de R$ 40 a R$ 500 nestas localidades, CONFIRA
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos
BOLETIM CORONAVÍRUS EM MS
Mulher de 39 anos está entre os óbitos das últimas 24h em Mato Grosso do Sul, veja o boletim
ENERGISA EM BONITO BONITO - MS - ENERGISA
Bonito recebe serviços e ações de melhoria na rede elétrica
FATALIDADE
FATALIDADE: Jovem de 22 anos é atingido por raio e morre em MS
Bodoquena BODOQUENA - PROCESSO SELETIVO
BODOQUENA: Prefeitura abre processo seletivo com salários de até R$ 3.686,38, veja o edital
DETRAN DIGITAL
Detran Digital: proprietários de veículos e condutores agora devem atualizar endereços pela internet