Menu
quinta, 5 de agosto de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO
Economia

Brasil precisa inovar em brinquedos, diz executivo da Ri Happy

25 Out 2013 - 08h47Por Folha de SP

Preço alto e falta de inovação freiam a expansão do mercado de brinquedos no Brasil, afirma o presidente das redes Ri Happy e PBKids, Héctor Núñez.

Apesar do avanço médio anual de 14% na última década e do que Núñez descreve como "questão emocional" ("o latino adora presentear os filhos, mesmo se há crise"), o gasto per capita com brinquedos no Brasil é baixo.

E o último Dia da Criança apresentou o pior resultado de vendas do setor dos últimos anos, avanço de 3,15%. "O potencial é enorme, mas o mercado cresceria mais rapidamente se os produtos fossem mais acessíveis", diz.

Segundo a consultoria Euromonitor, o Brasil é o 19º país em gasto per capita anual com brinquedos, com US$ 80,6 (R$ 177). Japão e Reino Unido gastam, por exemplo, respectivamente US$ 420 e US$ 402,9 com brinquedos para crianças de até 14 anos.

Com quase 200 lojas, Ri Happy e PBKids detêm 23% de um mercado que movimentou R$ 8,7 bilhões em 2012 no país, se incluídos videogames. Considerando só brinquedos tradicionais, foram R$ 7,1 bilhões -50% dos quais faturados no período entre Dia da Criança e Natal.

"O Brasil poderia vender muito mais se tivesse produtos a preços mais acessíveis", diz Núñez, um o cubano-americano de 51 anos que já dirigiu o Walmart Brasil.

Engana-se, porém, quem acha que o problema é com importados -que perfazem hoje 55% das vendas, segundo a Abrinq, a associação do setor. "[O preço alto] tem a ver também com o custo de produção no Brasil", avalia.

Os impostos, afirma Núñez, pesam nas duas frentes. "O produto nacional também tem muito imposto."

O executivo vê a concorrência externa como principal incentivo para a qualidade da produção nacional subir.

Mesmo assim, ainda falta inovação. "O Brasil é o quinto ou sexto maior polo produtor de brinquedos do mundo, mas representa apenas 1% das vendas globais", aponta. "É preciso mais investimento em inovação e qualidade, em brinquedos educativos."

Indagado por que brinquedos de sucesso fora do país demoram a chegar ao Brasil, Núnez diz que suas lojas estão sempre "procurando novidades". Cita a marca de brinquedos de madeira Melissa & Doug, que a Ri Happy começou a importar.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Detran abre mais de 200 vagas para exames teóricos em MS
Fotos: Prefeitura Municipal de Maracaju AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Maracaju vai receber mais 144 bases do Programa Lote Urbanizado
AUXÍLIO AUXÍLIO EMERGENCIAL
Auxílio Emergencial 2021: Pagamento da 5ª, 6ª, e 7ª parcela para os seguintes grupos
AUXÍLIO DO GOVERNO DE MS
Inscrições para o auxílio de R$ 1.000 reais do Incentiva+MS Turismo termina nesta semana
FUNTRAB BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Semana começa com 1,3 mil vagas de empregos em 28 cidades de MS
Ministro Bento Albuquerque, governador Reinaldo Azambuja e demais autoridades participaram da inauguração a usina termelétrica William Arjona (Foto: Saul Schramm) AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Investimentos de R$ 4 bilhões na geração de energia em MS vão criar 15 mil empregos
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com apoio do Governo do Estado, usina de etanol vai gerar 150 empregos diretos e 2 mil indiretos
(Imagem: Reprodução/Google) BONITO - MS - PAGODE
Prefeitura deposita salário dos servidores municipais nesta sexta-feira em Bonito (MS)
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Servidores de MS recebem neste fim de semana; folha de julho injeta R$ 408 milhões na economia
FOTO: Assessoria de Comunicação do SEEBCG-MS OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Com vagas em BONITO, Banco do Brasil prorroga inscrições de concurso para 4.480 vagas