Menu
sįbado, 16 de outubro de 2021
Busca
BONITO ƁGUAS GREEN WEEK
POLƍTICA

Bate-boca entre senadores interrompe julgamento de Dilma

25 Ago 2016 - 11h08Por G1

Senadores se desentenderam e bateram boca no final da manhã desta quinta-feira (25), no primeiro dia de julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff no processo de impeachment, após a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) afirmar que "metade do Senado" não tem moral para julgar a petista.

Senadores favoráveis ao impeachment se irritaram com a declaração de Gleisi e teve início um bate-boca generalizado fora dos microfones da sessão.

Para conter os parlamentares, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que preside esta etapa do impeachment, decidiu interromper a sessão por cerca de cinco minutos.

Entre os senadores envolvidos na discussão estavam, além de Gleisi,  Lindbergh Farias (PT-RJ), Ronaldo Caiado (DEM-GO), Fátima Bezerra (PT-RN) e Aloysio Nunes (PSDB-SP).

Quando a sessão foi retomada, Gleisi concluiu sua fala e ressaltou que, na opinião dela, os senadores não tinham moral para julgar a presidente afastada.

Sessão
A sessão do julgamento final de Dilma Rousseff começou às 9h32 desta quinta-feira, com atraso de 32 minutos com relação ao que estava previsto. No início. Lewandowski fez uma leitura sobre o papel de juízes que os senadores deverão desempenhar e listou as regras da sessão.

Em seguida, Lewandowski abriu espaço para as chamadas "questões de ordem" – questionamentos de senadores sobre procedimentos do julgamento e etapas do processo. As discussões em torno das questões de ordem devem ocupar as primeiras horas da sessão e fazem parte da estratégia dos aliados da presidente afastada de alongar os trabalhos.

Uma das questões de ordem, apresentada pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), olicitando a suspensão do processo com o argumento de que as contas de 2015 do governo Dilma – que embasam a denúncia – ainda não foram analisadas pelo Congresso Nacional.

Lewandowski negou, após uma longa discussão no plenário, o pedido de Grazziotin. O magistrado já havia rejeitado questionamento semelhante de aliados de Dilma em fases anteriores do processo.

Deixe seu ComentƔrio

Leia TambƩm

SAD CONCUSO DA POLƍCIA CIVIL
Concurso pĆŗblico para 236 cargos da PolĆ­cia Civil tem comissĆ£o organizadora definida
JoĆ£o Prestes, Semagro ROTA BIOCEƂNICA
Estudo detecta necessidade de expandir cadeia de armazenamento de frios na Rota BioceĆ¢nica
SANESUL CONCURSO PƚBLICO - SANESUL
De BiĆ³logo a PsicĆ³logo, faƧa sua inscriĆ§Ć£o aqui para o concurso da Sanesul com 74 vagas
RATEIO DO ICMS
Confira os Ć­ndices provisĆ³rios do rateio do ICMS para os 79 municĆ­pios
Foto do destaque: Saul Schramm AƇƕES DO GOVERNO DE MS
Investimentos em infraestrutura abrem novos caminhos de produĆ§Ć£o e torna MS competitivo
AƇƕES DO GOVERNO DE MS
Governo autoriza pavimentaĆ§Ć£o da Estrada da Picadinha e Maracaju recebe mais de R$ 50 mi em investim
Foto: Facebook/SecretƔrio BONITO - MS - BOLETIM COVID-19
BONITO completa 30 dias sem Ć³bitos e 06 dias sem registrar casos Covid, secretĆ”rio comemora
AƇƕES DO GOVERNO DE MS
Estrada de Porto EsperanƧa serƔ o caminho 'do novo' Ơ comunidade isolada por tantos anos
CONCURSO PƚBLICO - SANESUL
Com salƔrios iniciais de atƩ R$ 9,3 mil, inscriƧƵes continuam abertas para o concurso da Sanesul
Foto: Filipi Brites/Assessoria
AtenĆ§Ć£o BONITO: Pilad RebuĆ” estarĆ” interditada atĆ© meia-noite