Menu
domingo, 25 de fevereiro de 2024
Busca
CHIQUINHO SORVETES
POLÍCIA FEDERAL

PF cumpre mandados em MS e seis Estados

A operação investiga o núcleo financeiro de facção criminosa em presídios

6 Ago 2019 - 08h45Por Anna Gomes/Bonito Informa

A Polícia Federal, com apoio do Ministério Público do Estado do Paraná, Gaeco/SP, (Departamento Penitenciário Federal, Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo e Polícia Militar do Estado de São Paulo) deflagrou na manhã desta terça-feira (6), a ‘Operação Cravada’, para desarticular núcleo financeiro de facção criminosa responsável pelo recolhimento, gerenciamento e emprego de valores para financiamento de crimes nos estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Acre, Roraima, Pernambuco e Minas Gerais.

De acordo com a assessoria de imprensa da PF, cerca de 180 policiais federais cumprem 55 mandados de busca e apreensão, 30 mandados de prisão, expedidos pela Vara Criminal de Piraquara (PR), nos municípios de Curitiba, São José dos Pinhais, Paranaguá, Centenário do Sul, Arapongas, Londrina, Umuarama, Pérola, Tapejara, Cascavel, Guarapuava no estado do Paraná, Praia Grande, Itapeva, Osasco e Itaquaquecetuba, Hortolândia e São Paulo, no Estado de São Paulo, incluindo também no presídio de Valparaíso (SP), além de outras localidades nos estados do Mato Grosso do Sul, Acre, Roraima, Pernambuco e Minas Gerais.

Dos 30 mandados de prisão, oito serão cumpridos em presídios, três deles em São Paulo, um no Mato Grosso do Sul - local não foi informado - e quatro no Paraná.

Ainda segundo a assessoria de imprensa, a investigação teve início em fevereiro deste ano, com base em informações obtidas acerca da existência de uma espécie de núcleo financeiro da facção criminosa estabelecido na Penitenciária Estadual de Piraquara. A atuação da Polícia Federal dá-se em razão do caráter interestadual da facção, o que foi identificado no decorrer da investigação ligada à competência da Justiça Estadual de Piraquara no Paraná.

Verificou-se que o núcleo é responsável por recolher e gerenciar as contribuições para a facção criminosa em âmbito nacional.

Os pagamentos - também chamados de “rifas”-  eram repassados à Organização Criminosa por intermédio de diversas contas bancárias e de maneira intercalada, com uso de medidas para dificultar o rastreamento. A investigação indica a circulação de aproximadamente 1 milhão de reais/mês nas diversas contas utilizadas em benefício do crime.

Foram identificadas e bloqueadas mais de 400 contas bancárias suspeitas em todo o país. Os valores que transitavam entre as contas bloqueadas eram utilizados para pagar a aquisição de armas de fogo e de entorpecentes para a facção (financiado diretamente a criminalidade violenta), além de providenciar transporte e manutenção da estadia de integrantes e familiares de membros da Facção em locais próximos a presídios.

Os investigados devem responder, na medida de suas participações, pelos crimes de Tráfico de Entorpecentes, Associação para o Tráfico, Organização Criminosa, entre outros.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aposentadoria
BELA VISTA:Após 30 anos dedicados a Polícia Militar, Sgt Januário Fleitas encerra seu último serviço
O Corpo de Bombeiros compareceu atendeu a vítima que foi encaminhada para a Santa Casa Caso de polícia
Motociclista atropela policial durante tumulto em Mato Grosso do Sul
Ítalo atendia na Santa Casa de Misericórdia de Cassilândia Acidente fatal
Carro do médico ficou destruído com capotamento em MS; médico morreu na hora
As imagens do crime foram encaminhadas para a Polícia do município Furto
Prefeitura publica vídeo de pessoas furtando objetos durante reforma de praça em Bonito
A briga começou por conta de ciúmes de Leonardo e a suspeita de que a vítima estivesse em um outro relacionamento Feminicídio
Impiedoso, homem bateu na enteada antes de assassinar mulher em MS
De acordo com uma vizinha, o feminicídio ocorreu na frente dos filhos Caso de polícia
Suspeito de matar ex na frente dos filhos é preso em MS
O caso aconteceu na Avenida Solon Padilha Feminicídio
Antes de morrer, Joelma agonizou em frente aos filhos em MS
Ações GMB
Com filho de dois anos, motociclista foge de abordagem e acaba preso pela GMB.
Acidente
Avião Embraer E195 atinge antenas na decolagem e precisa pousar em emergência na SÉRVIA!VEJA O VÍDEO
A Polícia Rodoviária Federal esteve no local do atropelamento realizado levantamentos Acidente fatal
Homem morre atropelado ao tentar atravessar BR-163 em MS