Menu
quinta, 25 de julho de 2024
Busca
FARMÁCIA EM BONITO

STF diz que opinião de jornalista é "exercício de liberdade de expressão"

31 Mar 2011 - 16h26Por Site do Supremo Tribunal Federal

Em processo de relatoria do ministro Celso de Mello, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou provimento a agravo regimental em Agravo de Instrumento (AI 705630) que pretendia levar o STF a rever decisão que absolveu o jornalista Cláudio Humberto de Oliveira Rosa e Silva do pagamento de indenização por danos morais ao desembargador aposentado Francisco José Rodrigues de Oliveira, de Santa Catarina.

O agravo questionava despacho do ministro Celso de Mello que, em junho de 2010, julgou improcedente ação indenizatória proposta pelo desembargador na Justiça Estadual catarinense. A origem foi uma nota publicada pelo jornalista segundo a qual o desembargador teria, em menos de 12 horas, reintegrado seis vereadores do município de Barra Velha após votar contra no mesmo processo. “O povão apelidou o caso de ‘Anaconda de Santa Catarina’”, dizia a nota. Para a defesa do desembargador, a alusão à operação da Polícia Federal, que, em 2003, revelou atividades ilícitas na Justiça Federal de São Paulo, “ofende e desmoraliza a honra do agravante, procurando associá-lo ao escândalo Rocha Matos, de repercussão nacional”.

No voto em que manteve o entendimento anterior – e confirmado à unanimidade pelos ministros da Segunda Turma –, Celso de Mello afirma que o conteúdo da nota, “longe de evidenciar prática ilícita contra a honra subjetiva do suposto ofendido”, foi, na realidade, o exercício concreto da liberdade de expressão. “No contexto de uma sociedade fundada em bases democráticas, mostra-se intolerável a repressão estatal ao pensamento, ainda mais quando a crítica – por mais dura que seja – revele-se inspirada pelo interesse coletivo e decorra da prática legítima de uma liberdade pública de extração eminentemente constitucional”, afirmou.

O ministro explicou que a liberdade de imprensa compreende, dentre outras prerrogativas, o direito de informar, de buscar a informação, de opinar e de criticar. A crítica jornalística, portanto, é direito garantido na Constituição e plenamente aceitável contra aqueles que exercem funções públicas. “O interesse social, que legitima o direito de criticar, sobrepõe-se a eventuais suscetibilidades que possam revelar as pessoas públicas”, afirma.

O relator acentuou que a publicação de matéria jornalística com observações mordazes ou irônicas, ou opiniões “em tom de crítica severa, dura ou, até, impiedosa”, especialmente se dirigidas a figuras públicas, não caracteriza hipótese de responsabilidade civil. “O direito de crítica encontra suporte legitimador no pluralismo político, que representa um dos fundamentos em que se apoia, constitucionalmente, o próprio Estado Democrático de Direito”, concluiu.

O agravo foi provido apenas parcialmente, na parte relativa à inversão do ônus da sucumbência.

Leia Também

Festival de Inverno coloca BONITO (MS) no 'point' da economia durante a baixa temporada; CONFIRA BONITO - MS - FESTIVAL DE INVERNO 2024
Festival de Inverno coloca BONITO (MS) no 'point' da economia durante a baixa temporada; CONFIRA
Adolescente dá chute em cachorro na frente de criança e mata animal em Mato Grosso do Sul Triste
Adolescente dá chute em cachorro na frente de criança e mata animal em Mato Grosso do Sul
Genro agride esposa com faca e ataca sogro com pedradas em MS Caso de polícia
Genro agride esposa com faca e ataca sogro com pedradas em MS
Hospital Regional de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula óssea Atenção população
Hospital Regional de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula óssea
Previsão é de tempo ensolarado e de calor para esta quinta-feira em todo o Mato Grosso do Sul Clima
Previsão é de tempo ensolarado e de calor para esta quinta-feira em todo o Mato Grosso do Sul
Combate aos incêndios no Pantanal tem reforço com equipes de bombeiros do PR e GO Ajuda
Combate aos incêndios no Pantanal tem reforço com equipes de bombeiros do PR e GO
Polícia Penal de MS realiza 5ª fase da operação nacional de combate à comunicação nos presídios Segurança
Polícia Penal de MS realiza 5ª fase da operação nacional de combate à comunicação nos presídios
Laboratório Bonito em campanha de combate a sífilis. Saúde
Laboratório Bonito em campanha de combate a sífilis.
Divulgado resultado preliminar da seleção de professores de ioga para aulas na Rede Estadual  Atenção
Divulgado resultado preliminar da seleção de professores de ioga para aulas na Rede Estadual
Homem é preso tentando agredir moradores com facão Caso de polícia
Homem é preso tentando agredir moradores com facão
Bonito Informa
Avenida 09 de Julho 2135 - Centro - Bonito/MS/MS
(67) 99638-6610rogerio@bonitoinforma.com.br
© Bonito Informa. Todos os Direitos Reservados.