Menu
sexta, 7 de agosto de 2020
BANNER ANNA
Busca
ZAP INFORMÁTICA

Relatório da ONU defende uso médico de emagrecedores

3 Mar 2011 - 17h52Por Folha.com

Relatório divulgado ontem pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes recomenda a restrição e o controle dos inibidores de apetite, mas defende o uso desses remédios em tratamentos médicos.

O documento vem em momento polêmico, quando a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estuda proibir a venda dos anorexígenos, que incluem a sibutramina e três derivados de anfetamina (anfepramona, femproporex e mazindol).

O relatório elaborado pela Jife (Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes) incentiva o Brasil a continuar adotando "todas as medidas necessárias para que os anorexígenos sejam utilizados unicamente para fins médicos, bem como para impedir que sejam utilizados de forma indevida e receitados indiscriminadamente".

"Por um lado, reconhece-se a necessidade de haver certos produtos no mercado para tratar problemas de saúde. Por outro lado, [há] a necessidade de controlar o acesso para assegurar que esses produtos sejam usados apenas por quem realmente precisa", disse Bo Mathiasen, representante para o Brasil do escritório da ONU.

Mathiasen, no entanto, afirmou que cada país é "soberano" para decidir sobre o acesso a anorexígenos.

O veto a inibidores de apetite tem gerado controvérsia na classe médica brasileira.

O endocrinologista Walmir Coutinho defende a manutenção dos remédios no mercado. "O abuso dos anorexígenos tem de ser combatido de forma mais eficiente para que os pacientes que precisam do medicamento não sejam penalizados."

Para Rosana Radominski, presidente da Abeso (associação de estudo da obesidade), os remédios devem ser usados de forma responsável. "Eles têm seu papel dentro do tratamento."

ANALGÉSICOS

O relatório aponta grande aumento no uso de analgésicos, principalmente na América do Norte e na Europa.

O consumo mundial de morfina cresceu quase sete vezes de 1989 a 2009.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Valdinei trabalhava no Hospital Regional - Foto: Reprodução LUTO NA LINHA DE FRENTE
Aos 43 anos, enfermeiro da linha de frente é mais uma vítima da Covid-19 em MS
Paciente curado de covid-19 deixa hospital (Foto: Divulgação) OPORTUNIDADE NO MS
Em MS, Prefeitura abre processo seletivo para contratação de profissionais da saúde
RETORNO ÀS AULAS EM MS
MS discute estratégias de retorno às aulas presenciais de forma segura
COVID-19
DISPAROU: em 3 dias, Bonito confirma mais 22 novos casos de covid-19; 9 nas últimas 24h
TRÁFICO DE DROGAS
Carga de cocaína avaliada em R$ 26 milhões é apreendida em meio a carga de milho
FIES
Complementação de inscrições da chamada única do Fies termina hoje
LIVE DO BEM
AJUDE: músicos participam de live para arrecadar fundos para Asilo São José, em Bonito
Contrabando
Polícia apreende caminhão com 10 mil pacotes de cigarros contrabandeados
FATALIDADE
Motociclista bate em placa de sinalização e morre na Capital
AGOSTO LILÁS
Governo do Estado lança Campanha "Agosto Lilás" nesta quinta-feira