Menu
domingo, 20 de junho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO

Relator do Código Florestal vai rever áreas preservadas em margens de rios

25 Abr 2011 - 12h18Por Agência Câmara de Notícias

O relator do projeto de reforma do Código Florestal (PL 1876/99 e outros), deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), disse na semana passada que vai modificar seu texto para tornar mais claro que os agricultores não poderão reduzir as áreas de preservação permanentes (APPs) de 30 metros ao longo dos rios. Ele afirmou que essas áreas só poderão ser reduzidas para 15 metros quando o agricultor já houver desmatado e que, mesmo assim, precisará fazer a recomposição.

Aldo fez o anúncio após reunião com o presidente da Frente Parlamentar Ambientalista e líder do PV, deputado Sarney Filho (MA), que sugeriu diversas mudanças no projeto do código.

Em caso de recomposição das APPs, Sarney Filho defendeu uma área 15 metros para todos os agricultores, enquanto Aldo definiu 15 metros para as grandes propriedades e 7,5 metros para as pequenas, de até 5 hectares.

Aldo afirmou que a recomposição de 15 metros seria inviável no caso da Região Nordeste, pois os pequenos agricultores já usam quase toda a terra de suas propriedades. Segundo Aldo, mais de 50% das propriedades no Nordeste têm até 5 hectares e reúnem apenas 0,6% de APPs e reserva legal.

Aldo também disse ser a favor de que as propriedades de até 5 hectares não tenham exigência de reserva legal, pois os pequenos agricultores já têm de preservar áreas ao redor de rios e morros.

Incentivo à preservação

Durante a reunião, Sarney Filho sugeriu que os agricultores que até hoje cumpriram a legislação ambiental sejam beneficiados com medidas como crédito mais barato e isenção do Imposto Territorial Rural (ITR). Aldo disse que vai analisar a proposta.

Sarney Filho disse que é preciso decidir se o País quer um código florestal ou agrícola. Ele defendeu a manutenção de 80% de reserva da Amazônia e disse que a preservação da floresta pode render, no futuro, benefícios econômicos decorrentes da cobrança de serviços ambientais e da pesquisa de fármacos.

Data de votação

Sarney Filho afirmou que o projeto do novo Código Florestal traz riscos de mais desmatamentos e, por isso, ainda não deveria ser colocado em votação. O presidente da Câmara, Marco Maia, anunciou ontem que o projeto será incluído na pauta do Plenário nos dias 3 e 4 de maio. O substitutivo de Aldo Rebelo foi aprovado no ano passado por uma comissão especial da Câmara.

O líder do PV lembrou também que a presidente Dilma Rousseff assumiu o compromisso, no segundo turno de campanha, de não adotar nenhuma medida que promova desmatamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - AÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL
Motociclista embriagado e desobedecendo Toque de Recolher é preso pela Guarda Municipal Bonito (MS)
Carreta da Justiça atende população de municípios onde não há comarca - Foto: Divulgação BODOQUENA - CARRETA DA JUSTIÇA
Justiça retoma atendimento itinerante gratuito nesta segunda-feira em Ladário e BODOQUENA
D20 quebrou parede e foi parar dentro de casa (Foto: Marcos Maluf) - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS ACIDENTE EM MS
Motorista perde controle de D20, atinge carro parado e vai parar dentro de casa em MS
NÃO RESISTIU
Jovem de 24 anos morre 73 dias depois de acidente de trânsito
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Parque das Nascentes do Rio Taquari conta com Centro de Visitantes para receber turistas
Foto: Saul Schramm MAIS VACINA CHEGANDO
MS recebe novo lote com 97.500 doses da vacina contra Covid-19 neste domingo
CRIME A ESCLARECER
Mulher é rendida, levada para matagal e executada com tiro na cabeça em MS
FESTA NA PANDEMIA
Com mais de 150 pessoas, festa open bar em chácara é encerrada pela Guarda Municipal
BONITO - MS - AÇÃO DA PMA
PMA de Bonito é acionada mas 'anta' na resiste e morre, ela foi atropelada na rodovia MS-178
Foto: Arquivo Pessoal ALERTA - SAÚDE
Jovem de 19 anos perde parte do pulmão após contrair fungos durante uso de narguilé