Menu
quinta, 28 de janeiro de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO

Ministra Ana de Hollanda vai devolver diárias que recebeu sem trabalhar

10 Mai 2011 - 16h48Por Estadão.com

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, terá de devolver as diárias recebidas por dias de folga no Rio de Janeiro, onde tem imóvel próprio. O pedido foi feito nesta segunda-feira pela Controladoria-Geral da União (CGU) e, segundo a assessoria do Ministério da Cultura, será acatado pela ministra. “Chegou-se ao entendimento conjunto de que seria mais conveniente a devolução dos valores correspondentes às diárias recebidas naqueles dias em que não houve compromissos oficiais”, disse a CGU, em nota.

Segundo a CGU, serão devolvidas nos próximos dias as diárias dos dias 9 e 16 de janeiro, 10, 16 e 17 de abril. O Estado revelou no domingo que a ministra da Cultura tem o hábito de marcar compromissos oficiais fora de Brasília, principalmente no Rio, às sextas e segundas-feiras, e receber a ajuda financeira não só pelos dias de trabalho fora da capital federal como pelos sábados e domingos de folga.

Em quatro meses, Ana recebeu cerca de R$ 35,5 mil por 65 diárias, sendo que a agenda não registra compromisso oficial em, no mínimo, 16 desses dias.  O custo em passagens aéreas foi de R$ 17,3 mil. A ministra ficou em Brasília em no máximo 4 dos 17 fins de semana desde a posse. As datas mencionadas pela CGU correspondem a, pelo menos, cerca de R$ 3 mil em diárias.

Na nota, a CGU diz “que o número de viagens realizadas pela Ministra da Cultura é plenamente justificado, tendo em vista a localização, no Rio de Janeiro, de um grande número de entidades vinculadas ao Ministério da Cultura”. A devolução das diárias é necessária, segundo a CGU, "tendo em vista, entretanto, que em algumas das viagens a ministra permaneceu no Rio de Janeiro nos finais de semana a fim de atender a compromissos oficiais na segunda-feira".

A reação da CGU, um órgão do governo federal, é mais um sintoma do desgaste da ministra perante o Palácio do Planalto. Envolvida em polêmicas do setor cultural desde que assumiu o cargo, em janeiro, Ana de Hollanda agora é obrigada a dar explicações sobre uso do dinheiro público.

A ministra admitiu ao Estado por escrito, por meio de sua assessoria de imprensa, ter recebido diárias em fins de semana no Rio sem agenda oficial, mas alegou que receber esse dinheiro sai mais barato para os cofres públicos que fazer nova viagem de ida e volta para Brasília.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - VISITA ADIADA
Chuvas adia visita do governador em exercício em Bonito (MS)
BONITO - MS - VACINAÇÃO
Vacinação para idosos acima de 75 anos começa nesta quinta-feira (28), em Bonito
ACIDENTE FATAL
Carro é partido ao meio e uma pessoa morre em acidente em MS
BONITO - MS - A FILA VAI ANDA
Com 400 pacientes aguardando, corpo clínico do Darci Bigaton retoma cirurgias eletivas em Bonito
Serão beneficiadas 3,3 milhões de pessoas - Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil AUXÍLIO EMERGENCIAL
AINDA NÃO SACOU: Auxílio emergencial tem última parcela para saque hoje
MACABRO
Macabro: Bombeiros descobrem ossada de homem dentro de fossa em Maracaju
MS NA PANDEMIA
Pandemia não impede que MS tenha número recorde de novas empresas abertas em 2020
CORONAVÍRUS EM MS
Mato Grosso do Sul registra 582 novos casos de Covid e 9 óbitos nas últimas 24h
ACIDENTE NAS ESTRADAS
Incêndio derrete ônibus de viagem que trazia 40 pessoas para Campo Grande
TURISMO EM MS
Estudo para concessão de parques estaduais deve ser concluído no 1° semestre