Menu
quarta, 28 de outubro de 2020
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO

Gastos com idosos devem duplicar até 2050

20 Mai 2011 - 16h17Por Folha.com

Os gastos que os países-membros da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) direcionam para o cuidado de idosos dependentes vai duplicar, e talvez até triplicar até 2050, alertou nesta quarta-feira o organismo em comunicado divulgado à imprensa.

Segundo a organização --grupo formado pelos 34 países mais ricos do planeta--, é preciso melhorar a gestão do atendimento e os cuidados oferecidos aos idosos, pois há uma expectativa de que a população de 80 anos ou mais passe dos atuais 4% da população total dos países-membros para 10% até 2050.

Em 2008, os gastos com cuidados de pessoas dependentes representou, em média, uma fatia de 1,5% do PIB dos países OCDE.

Contudo, os gastos variaram enormemente, indo de 0,1% em Portugal até 3,6% na Suécia.

Diante desta situação, o mexicano Angel Gurría, secretário-geral da OCDE, aconselha os países a revisarem as políticas atuais já que, segundo ele, elas carecem de coerência em muitos dos países-membros.

Segundo Gurría, é preciso "otimizar os gastos" e "dar respaldo às famílias que constituem a espinha dorsal dos dispositivos de cuidados de longa duração".

Atualmente, segundo o censo da OCDE, cerca de 70% das pessoas dependentes recebem cuidados em seu próprio domicílio, o que é menos custoso que o cuidado em instituições que, mesmo menos utilizadas, absorvem 62% dos gastos totais.

Entre os membros da OCDE, mais de um adulto em cada dez se ocupa de uma pessoa dependente, avalia a organização.

Contudo, o informe indica que cuidar de um dependente tem consequências para as pessoas que o fazem, já que estes têm maiores gastos e sofrem uma probabilidade maior de "padecer de problemas mentais 20% mais elevada que o restante da população".

Para a OCDE, "não é desejável que se implique demasiadamente os familiares nestas tarefas".

Para a organização, além de reforçar a ajuda aos dependentes, "vários países devem reforçar o setor formal e efetuar reformas para atrair mais mão de obra neste setor".

Os profissionais do setor (enfermeiras, auxiliares, etc.) representam atualmente entre 1% e 2% da população ativa e esses números também devem duplicar até 2050, estima a OCDE.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÃO DA PMA
Empresário é multado por construção de pousada e rancho pesqueiro degradando área protegida
Apresentador Romano dos Anjos é resgatado por Corpo de Bombeiros ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado com braços quebrados e amarrados
MIRANDA E DEMAIS CIDADES
Miranda registra mais 02 mortes por coronavírus em dia de 11 óbitos nas últimas 24h
ROTA BIOCEÂNICA
Com Rota Bioceânica, Porto Murtinho pode se tornar hub logístico em importação e exportação
COVID-19
Bonito registra mais 3 novos casos de covid-19
COVID-19
SES divulga recomendações de prevenção à Covid-19 durante feriado
POLÍCIA
Mulher esfaqueia marido após ser enforcada e agredida com socos
TRÁFICO DE DROGAS
Policiais atiram contra pneu de caminhonete que carregava maconha
Prisão
Jovem suspeito de homicídio é capturado em posse de mais de 1kg de maconha
Confronto
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia