Menu
quarta, 28 de outubro de 2020
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO

Aglomerado de galáxias mais antigo já encontrado intriga astrônomos

9 Mar 2011 - 13h14Por Bonito Informa - G1/JG

Um aglomerado de galáxias que parece já maduro mesmo no início da formação do Universo intriga cientistas do Observatório Austral Europeu (ESO, na sigla em inglês), segundo estudo divulgado nesta quarta-feira (9) pela Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.

Os chamados "aglomerados de galáxias" são as maiores estruturas do Universo. Como o nome diz, eles são grupos de galáxias que se unem forçadas pela gravidade. Por isso, os astrônomos acreditam que a formação deles demore, bastante. O aglomerado encontrado pelo ESO, no entanto, já parece ser estável e maduro mesmo quando o Universo estava em seus primeiros bilhões de anos.

Encontrar algo assim é "muito raro", segundo o autor da pesquisa, Michael Golbat. Mas, se outras estruturas parecidas forem descobertas pode ser necessário rever as teorias sobre a origem do Universo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Instituto de Desenvolvimento de Bonito
IDB INFORMA: Bonito soma 552 curados e cidade fecha mês sem óbitos por covid-19
Instituto de Desenvolvimento de Bonito
IDB realiza assembleia e apresenta novidades para o Turismo de Bonito
PRESO
Acusado de matar ator Rafael Miguel e os pais é preso no Paraná
CORONAVÍRUS EM MS
CORONAVÍRUS: Menino de 5 anos morre e é 1ª criança vítima da covid em MS
COVID-19
Bonito registra mais 1 novo caso de covid-19
PESQUISA PROCON/MS
DIA DE FINADOS: Procon apresenta variação de mais de 660% no preço das flores em MS
BORA PRA BONITO - MS
Faça agora sua reserva para o Passeio de Flutuação no Aquário Natural em Bonito (MS)
TENTATIVA DE HOMICÍDIO
Após discussão, homem é agredido com golpes de facão e fica em estado grave
Meta da ação é atingir 600 empresários, até o dia 30 de outubro BONITO - MS - BIOSSEGURANÇA SEBRAE
Com meta de atingir 600 empresários, começam orientações sobre medidas de biossegurança em Bonito
PRESENTE DE PAPAI NOEL
Reino Unido pode disponibilizar vacina contra Covid-19 antes do Natal