Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO
Mais Educação

Unesco: 8,4 milhões de professores serão necessários no mundo até 2030

3 Out 2013 - 08h49Por Agência Brasil

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) estima que até 2030 serão necessários 8,4 milhões de professores para assegurar as necessidades educacionais de todas as crianças do ensino primário e secundário.

Dados divulgados para marcar o Dia Mundial dos Professores, que se comemora no sábado (5), mostram que o aumento da população e o consequente crescimento da procura escolar torna necessária a existência de mais 1,6 milhão de professores primários até 2015 e de 3,3 milhões até 2030.

O estudo mostra ainda que para assegurar o ensino secundário a todas as crianças, são necessários mais 3,5 milhões de professores até 2015 e 5,1 milhões nos 15 anos seguintes.

Considerando que todas as regiões do mundo são afetadas pela falta de professores, o estudo destaca que a situação "mais preocupante" é registrada na África Subsaariana, onde se localiza um terço dos países que têm falta de profissionais. A Unesco prevê que para atender à procura nessa região, será necessário formar mais 2,1 milhões de professores.

Os países árabes, onde nos próximos 15 anos haverá 9,5 milhões de novos alunos na escola primária, ficam em segundo lugar no ranking de carência de professores e requerem 500 mil novos profissionais para tornar a educação primária universal. No interior dessas regiões há fortes disparidades.

Segundo as Nações Unidas, se a atual tendência for mantida, países como a Etiópia, os Camarões, a Namíbia, o Lesoto, a Mauritânia ou o Iêmen conseguirão dar resposta às necessidades educativas de todas as crianças em idade escolar primária até 2015.

Devido ao aumento do número de alunos, estima-se que em países como a Costa do Marfim, Eritreia, o Malaui ou a Nigéria a necessidade de docentes seja maior em 2030. Segundo o estudo, apesar de os professores do ensino secundário continuarem a aumentar em todo o mundo, também são necessários professores com conhecimentos específicos sobre cada matéria.

A África Subsaariana representa 46% das carências desses professores em todo o mundo, acrescenta a Unesco, que espera que a política de contratação iniciada em vários países há uma década comece a dar frutos.

"Se a tendência se confirmar, 42% dos 148 países com carências deverão superar a falta de professores até 2015. Em 2030, serão 80% [dos países]", conclui a Unesco, que discutirá o assunto amanhã (4), em sessão especial na sua sede em Paris.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Laine de Jesus Alves, 14 anos, tem diabetes e foi imunizada em Itaporã. (Foto: Arquivo Pessoal) - VACINAÇÃO COVID EM MS
Governo de MS estuda vacinar adolescentes de 12 a 17 anos para manter volta às aulas segura
DOURADOS - VESTIBULAR UNIGRAN
FARMÁCIA NA UNIGRAN: Curso prepara o aluno para assumir mais de 70 subáreas dentro da profissão
VOLTA ÀS AULAS NO MS
Aulas presenciais: Bandeiras do Prosseguir vão determinar quantidade de alunos em sala de aula
VOLTA ÀS AULAS EM MS VOLTA ÀS AULAS NO MS
Aulas presenciais com quantidade de alunos nas salas dependerá do Prosseguir
BONITO - VAMOS AJUDAR PARA DOAR
Quer um agasalho?, ou fazer uma doação entre em contato com o Projeto Movimente-se em Bonito (MS)
VOLTA ÀS AULAS EM MS
Volta às aulas será em agosto na Rede Estadual de Ensino de acordo com a cor da bandeira, veja
Alfa Naiara tinha 37 e ficou intubada na UTI do hospital onde trabalhava - Reprodução/redes sociais COVID E SUAS VÍTIMAS
Coronavírus tira o sonho de estudante de 37 anos de ser médica, ela cursava medicina
1º Lugar: Luisa Yuba Trujillo BONITO - MS - GANHADORES
IASB divulga ganhadores e desenho que ficou 1º lugar será exposto em um outdoor em Bonito (MS)
BONITO - MS - NOVO DECRETO
NOVO DECRETO: Toque de Recolher e outras medidas, veja o que vai poder funcionar em Bonito (MS)
BONITO - MS - PARCERIA
Parceria entre Prefeitura e IFMS ofertará curso preparatório para o ENEM 2021 via internet em Bonito