Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO
Educação

Taxa de escolarização de crianças de cinco e seis anos tem forte evolução

30 Set 2013 - 10h25Por MEC

No Brasil, 98,2% das crianças de seis a 14 anos frequentavam a escola em 2012, conforme apontam dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) divulgada nesta sexta-feira, 27. Os números indicam ainda que a taxa de escolarização das crianças de cinco e seis anos atingiu 92%, enquanto em 2002, apenas 77,2% de crianças nessa faixa etária estavam na escola.

O número de crianças e adolescentes entre quatro e 17 anos fora da escola no Brasil caiu 4,8% de 2012 em relação a 2011.

De acordo com a pesquisa, em 2012 o país tinha um total de 44,8 milhões de pessoas de quatro a 17 anos, idade correspondente aos ciclos da pré-escola, ensino fundamental e ensino médio. Desse total, 41,5 milhões estavam matriculadas na escola, o que significa que 92,6% das crianças e jovens estão na escola.

O percentual de jovens de 15 a 17 anos frequentando a escola em 2012 foi de 84,1% da população nessa faixa etária. Dos 10,4 milhões de jovens dessa idade, 8,7 milhões estão na escola.

Os números refletem o esforço que o Ministério da Educação tem feito para consolidar ações estruturantes na área de educação. Para a educação infantil, o governo federal tem investido na ampliação do número de creches, firmando parcerias com as prefeituras e utilizando metodologias inovadoras, como os modelos pré-moldados. No ensino fundamental, o governo federal ampliou o número de escolas em tempo integral. Atualmente, já são mais de 49 mil unidades com jornada diária de sete horas. A meta para 2014 é chegar a 60 mil escolas.

Para garantir a permanência dos estudantes do ensino médio, o MEC está formulando juntamente com o Conselho de Secretários Estaduais de Educação (Consed) a proposta do Compromisso Nacional pelo Ensino Médio, com adesão de todos os estados brasileiros. Atualmente, 86% da oferta do ensino médio é feita nas redes estaduais de ensino.

Entre as ações estruturantes que o MEC vem realizando, investimentos em programas como o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o recém-criado Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), bem como a expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, ajudaram a impulsionar melhorias consistentes nesta etapa da educação básica, oferecendo mais oportunidades e estímulo aos estudantes. Com a meta de atingir oito milhões de matrículas até 2014, o Pronatec oferece cursos técnicos e profissionalizantes de forma concomitante ao ensino médio. Desde o início do programa já foram realizadas 4,2 milhões de matrículas. Já o Sisutec ofereceu em sua primeira edição mais de 240 mil vagas em cursos gratuitos de 800 a 1200 horas para alunos já formados no ensino médio que fizeram a última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Além de ampliar as escolas em tempo integral e investir na melhoria da infraestrutura das escolas, o MEC também investirá no programa Ensino Médio Inovador, por meio da ampliação da carga horária, de 2.400 horas para 3 mil horas, acrescidas, portanto, de 600 horas a serem implantadas de forma gradativa, e ampliação da adesão, visando alcançar a totalidade dos estados. A meta para 2013 é de 5 mil escolas e 10 mil para 2014.

Mesmo com este conjunto de ações, o MEC reconhece que o ensino médio ainda é um grande desafio. Por isso, o MEC continuará trabalhando intensamente, em parceria com as redes de ensino, para superar gargalos históricos, como a adequação idade-série para jovens de 15 a 17 anos que ainda estão no ensino fundamental, bem como a busca ativa de mais de 900 mil jovens de 15 a 17 anos que ainda estão fora da escola. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Laine de Jesus Alves, 14 anos, tem diabetes e foi imunizada em Itaporã. (Foto: Arquivo Pessoal) - VACINAÇÃO COVID EM MS
Governo de MS estuda vacinar adolescentes de 12 a 17 anos para manter volta às aulas segura
DOURADOS - VESTIBULAR UNIGRAN
FARMÁCIA NA UNIGRAN: Curso prepara o aluno para assumir mais de 70 subáreas dentro da profissão
VOLTA ÀS AULAS NO MS
Aulas presenciais: Bandeiras do Prosseguir vão determinar quantidade de alunos em sala de aula
VOLTA ÀS AULAS EM MS VOLTA ÀS AULAS NO MS
Aulas presenciais com quantidade de alunos nas salas dependerá do Prosseguir
BONITO - VAMOS AJUDAR PARA DOAR
Quer um agasalho?, ou fazer uma doação entre em contato com o Projeto Movimente-se em Bonito (MS)
VOLTA ÀS AULAS EM MS
Volta às aulas será em agosto na Rede Estadual de Ensino de acordo com a cor da bandeira, veja
Alfa Naiara tinha 37 e ficou intubada na UTI do hospital onde trabalhava - Reprodução/redes sociais COVID E SUAS VÍTIMAS
Coronavírus tira o sonho de estudante de 37 anos de ser médica, ela cursava medicina
1º Lugar: Luisa Yuba Trujillo BONITO - MS - GANHADORES
IASB divulga ganhadores e desenho que ficou 1º lugar será exposto em um outdoor em Bonito (MS)
BONITO - MS - NOVO DECRETO
NOVO DECRETO: Toque de Recolher e outras medidas, veja o que vai poder funcionar em Bonito (MS)
BONITO - MS - PARCERIA
Parceria entre Prefeitura e IFMS ofertará curso preparatório para o ENEM 2021 via internet em Bonito