Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO
Cultura

Fundação de Cultura inaugura exposição em comemoração a criação do Estado

7 Out 2013 - 10h13Por FCMS

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul inaugura nesta quarta-feira (9 de outubro), às 15 horas, no Centro Cultural José Octávio Guizzo a exposição “A Divisão do Estado Quadro a Quadro”, do artista plástico Humberto Espíndola, que celebra a criação de Mato Grosso do Sul. As obras da mostra fazem parte do acervo do Museu de Arte Contemporânea (MARCO).

Em 1978, ano da implantação do novo Estado, o artista plástico Humberto Espíndola, que já se firmara nacional e internacionalmente com sua bovinocultura, traduziu e sintetizou plasticamente a história em uma série de quadros. Enquanto narrador privilegiado, o artista campo-grandense que se encontrava em Cuiabá na época oferece um verdadeiro roteiro estético-histórico do fato, através da pintura, desafiando seus limites, reforçando a autonomia da linguagem artística e humanizando o sentimento popular.

A importância dessas obras não pode ser desprezada, uma vez que os quadros da série Divisão de Mato Grosso são parte fundamental da história e da cultura sul-mato-grossenses. Fiel à marca da Bovinocultura, Humberto Espíndola atribui ao boi o papel de narrador principal da história, manipulando suas máscaras, variando-lhes os sentidos de acordo com o contexto. A riqueza da linguagem das obras favorece a busca com persistência, garante a continuidade na incompletude, permitindo transgressões infinitas na travessia do sentido.

Humberto Espíndola é um dos responsáveis pela descentralização da arte brasileira, chamando a atenção da melhor crítica de arte brasileira para fora do eixo São Paulo-Rio. Com sua Bovinocultura falou da cultura e da gente mato-grossense para o Brasil e para o mundo através de seus prêmios nos mais importantes salões brasileiros e participações em bienais internacionais.

Atento a sua terra, Espíndola não deixou passar o episódio da Divisão de Mato Grosso sem um registro histórico para a iconografia de nossa cultura: sua série de oito obras abordando o assunto na época do fato político é o único documento plástico, constituindo-se em preciosa raridade para a cultura sul-mato-grossense como hoje o é, por exemplo, a obra "O Grito do Ipiranga", de Pedro Américo; para o estudante brasileiro no episódio da Independência.

Serviço: O objetivo da exposição também é levar obras do Museu de Arte Contemporânea ao centro da cidade para aproximar o público do universo artístico do museu e oportunizar o acesso às obras de seu acervo, que hoje já somam mais de mil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Prefeitura de Bonito BONITO - MS - VANDALISMO NA PRAÇA
Vandalismo na Praça desperta indignação e prefeitura desenvolverá ações de fiscalização em Bonito
HORÁRIO DE VERÃO
HORÁRIO DE VERÃO: Setores fazem pressão para voltar após dois anos de extinção
Partes do carro ficaram jogadas na rodovia - Crédito: Gustavo Porto/EPTV ACIDENTE FATAL
Família em carro com placas de MS morre em grave acidente no interior de SP
MS CONTRATA AÇÕES DO GOVERNO DE MS
MS Contrata + abre pré-cadastro para programa de Microcrédito com juro zero
Foto: Mycchel Legnaghi - São Joaquim online FRIO INTENSO
Maior frio do ano? Temperaturas negativas, geada e até neve!
FOTO: NOTÍCIAS E CONCURSOS BOLSA FAMÍLIA 2021
Novo Bolsa Família de R$ 300 pode ser financiado; veja como
BONITO - MS - A RETOMADA
Depois de um ano de desafios e restrições, turismo já dá sinais de retomada em Bonito (MS)
BONITO - PMA BONITO - NOVA SEDE PMA
PMA ganha terreno de 4.000 m² e terá nova Sede ampla com 630 metros quadrados em Bonito (MS)
GUARDA MUNICIPAL DE BONITO BONITO - MS - MELHORIAS NA GUARDA MUNICIPAL
Sejusp e Guarda Municipal discutem fortalecimento da segurança no município de Bonito (MS)
BONITO TRATOR BONITO - MS - PARCERIA
Prefeitura cede trator com terraceador ao IASB para utilização no Projeto Águas de Bonito