Menu
quarta, 20 de outubro de 2021
Busca
BONITO ÁGUAS GREEN WEEK
OPORTUNIDADES

Concurso da Assembleia tem concorrência de até 709 pessoas por vaga

15 Set 2016 - 09h05Por Campo Grande News

Digna dos concursos mais disputados do Brasil, a concorrência do primeiro certame para a contratação de pessoal da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul chega a ser de 709 candidatos por vaga. O cargo mais almejado é o de assistente legislativo, que exige nível médio e para o qual 8.516 se inscreveram. Para a função, são oferecidas 12 vagas, sendo uma delas reservada para pessoas com deficiência.

O segundo cargo com o maior número de inscritos – 3.138 – é o de agente de polícia legislativo, cuja proporção candidato/vaga é de 313,8. Ainda dentro da lista de funções que não exigem nível superior, está o agente de apoio legislativo, cuja concorrência é de 252 inscritos para cada uma das três vagas.

Conforme divulgou a Fundação Carlos Chagas, organizadora do concurso, nesta quarta-feira (14), 1.608 querem se tornar assistentes jurídicos, cargo que exige curso superior completo. A concorrência, neste caso, é de 229 candidatos por vaga.

Para contador a proporção é der 150 inscritos/vaga, para consultor de processo legislativo 138 e jornalista, 62. A concorrência geral é de 225,5 candidatos por vaga.

Para comparar – A disputa não chega a ser parecida com a do concurso para o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) deste ano, que chegou a ter 24.950 candidatos pleiteando as vagas oferecidas para trabalhar no Rio de Janeiro (RJ), mas supera a concorrência para o concurso da Polícia Federal em 2014, que 98.101 inscritos para 600 vagas – 163,5 pessoas disputando cada cargo oferecido.

O concurso para o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), também lançado neste ano e tido como um dos mais concorridos do Brasil, 523.899 na briga pelas 460 vagas imediatas para técnico, média de 1.139 candidatos/vaga.

Mais detalhes – As provas serão realizadas dia 25 de setembro, em Campo Grande. No período da manhã, o teste será aplicado aos candidatos que disputam vagas aos cargos de agente de apoio legislativo, agente de polícia legislativo, assistente legislativo, auxiliar de enfermagem, programador visual, técnico de informática e tradutor de libras.

Quem disputa alguma dessas funções deverá chegar ao local às 8h (horário de MS). Os portões serão fechados às 8h30. A duração das provas é de quatro horas.

À tarde, os candidatos que concorrem às demais vagas deverão comparecer aos locais de provas às 14h (horário de MS). Os portões serão fechados às 14h30 e todos também terão quatro horas para concluir as provas.

Um cartão com informações sobre o local de prova será enviado por e-mail a todos os inscritos. Quem não recebê-lo deve entrar em contato com o SAC (Serviço de Atendimento ao Candidato) da Fundação Carlos Chagas pelo telefone (11) 3723-4388.

Porém, essas informações também estarão disponíveis pela internet no site da organizadora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO NOVA FRENTE FRIA CHEGANDO
Nova frente fria promete mais chuva para o final de semana
TURISMO EM MS
Diretor-presidente da Fundtur-MS integra lista dos 100 mais poderosos do Turismo
Foto destaque Visit Bonito: passeio no Barra do Sucuri BONITO - MS - RETOMADA
"Estamos nos reerguendo", guia turístico relata recomeço durante a pandemia em Bonito (MS)
Foto: Ivinotícias FATALIDADE
Homem morre após sofrer descarga elétrica de 34 mil volts em MS
BONITO BONITO - LANÇAMENTO
Lançamento do Programa Bonito é Reciclar, Desafios do Gerenciamento de Resíduos, será nesta sexta
BONITO - MS - PROGRAMAÇÃO
Semana de atividades do Outubro Rosa vão até esta sexta-feira no CMU em Bonito (MS)
BONITO - MS - AGORA É LEI
AGORA É LEI: Ecoturismo é incluído em lista de atividades essenciais
CNH INFRAÇÃO NAS REDES SOCIAIS
Postar infração de trânsito nas redes sociais pode gerar multa de até R$ 30 mil e CNH cassada
Musas do Brasileirão eleitas em 2021. Fotos: Divulgação 25 MUSAS DO BRASILEIRÃO
Eleitas as 25 Musas do Brasileirão, entre 540 candidatas; veja quem são
SAIBA COMO FAZER
Teve prejuízos materiais durante o vendaval? Saiba o que fazer