Menu
KAGIVA
quarta, 18 de julho de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Projeto permite revogação de coisa julgada

10 Mar 2011 - 15h42Por Boni Miranda - Agência Câmara

Tramita na Câmara dos Deputados, em Brasília, o Projeto de Lei 7111/10, do deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), que permite que a coisa julgada seja revogada caso se comprove caso de injustiça extrema, grave fraude processual ou erro grosseiro.

A coisa julgada se constitui quando se esgota o prazo para o interessado apresentar recurso para tentar modificar uma decisão judicial. Depois disso, a sentença é definitiva e não podem ser apresentados recursos especial ou extraordinário. A proposta altera o Código de Processo Civil (Lei 5.869/73).

O autor destaca que a imutabilidade da coisa julgada tem sido considerada o pilar sobre o qual se assenta todo o sistema de prestação jurisdicional, que se destina à pacificação dos conflitos sociais. Ele prossegue admitindo que, sem a imutabilidade da coisa julgada, não seria possível viver em um Estado de Direito, porque as demandas se eternizariam e os conflitos gerariam situações que acabariam por prejudicar a ordem. "O que garante todo o sistema jurídico é sua estabilidade", afirma.

Porém, em sua avaliação, há situações em que o julgador pode perceber que determinada decisão, embora já alcançada pela coisa julgada, foi emitida em afronta a princípio fundamental de direito, como, por exemplo, o da vedação do enriquecimento ilícito. "Seria o caso de alguém que confesse ter cometido fraude contra seguradora, mas já além do prazo de cabimento da ação rescisória", argumenta. Nesse caso, permitir que seja desconstituída a coisa julgada seria a opção correta, acredita.

Segundo o projeto, a ação rescisória da coisa julgada poderá ser ajuizada a qualquer tempo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
TSE vai fiscalizar uso de dinheiro vivo nas eleições
SAÚDE
Pacientes do SUS vão receber notificações de consulta pelo celular
BONITO - MS - AÇÃO DA PMA
PMA autua fazendeiro em R$ 47 mil por desmatamento ilegal de cinco áreas nativas em Bonito
BONITO - MS - DETERMINAÇÃO DA JUSTIÇA
Justiça determina paralisação do loteamento Rio Mimoso em Bonito (MS)
BONITO - MS
Licença para poda ou retirada de árvores é obrigatória
BONITO - MS
Obras do Corpo de Bombeiros devem começar em setembro em Bonito
BONITO - MS
Confira a programação completa do Festival de Inverno de Bonito 2018
BONITO - MS
Agehab e prefeitura entregam Residencial Lago Azul/Etapa I em Bonito
PANTANAL
Cheia recua e parte do gado volta às áreas altas até o fim deste mês
EDUCAÇÃO
IFMS divulga resultado de seleção com 71 vagas para cursos de graduação