Menu
KAGIVA
quinta, 13 de dezembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
UNIPAR_PC

LabSenai Cerâmica avalia qualidade de telhas produzidas em Nioaque

28 Fev 2011 - 11h35Por MS Aqui

O LabSenai Cerâmica iniciou, na semana passada, a avaliação da qualidade das telhas de concreto produzidas pela Eco Telhas Pantanal, de Nioaque, para que a indústria receba certificação do CCB (Centro Cerâmico do Brasil). Atualmente, o laboratório do Cetec Senai Rio Verde é o único do Centro-Oeste autorizado pelo CCB para realizar ensaios capazes de atestar a qualidade das telhas produzidas em Mato Grosso do Sul e em outros Estados da Região.

Segundo o coordenador do LabSenai Cerâmica, Lucas Dias Gouveia, apenas por meio dos ensaios feitos pela laboratório é possível atestar a qualidade do produto para que a empresa obtenha a certificação do CCB. “Para esse tipo de atendimento, o LabSenai Cerâmica é a referência mais próxima para as indústrias do segmento no Estado”, reforçou, ressaltando o sigilo das informações e também a transparência dos serviços técnicos e tecnológicos prestados pelo laboratório.

O LabSenai Cerâmica recebeu em julho de 2009 o certificado do CCB para atestar a qualidade das telhas produzidas em Mato Grosso do Sul e em outros Estados do Centro-Oeste, sendo o único autorizado a realizar ensaios em telhas cerâmicas na Região. Na época, a superintendente do CCB, Ana Paula Margarido Menegazzo, destacou a importância do documento de qualificação para a evolução e consolidação do sistema de qualidade do LabSenai Cerâmica. “A obtenção desse certificado é fruto dos investimentos realizados pelo Sistema Fiems na unidade de Rio Verde”, reforçou, parabenizando os esforços de todos os colaboradores do LabSenai Cerâmica para cumprir as etapas do processo de qualificação.

Segundo o gerente do Cetec Senai Rio Verde, Valter Costa de Almeida, com o mercado competitivo, fica evidente a necessidade de busca da melhoria e a comprovação da qualidade do produto. “Antes as empresas precisavam enviar os seus produtos para outros Estados, como São Paulo, para fazer as análises. Todo esse processo demandava mais tempo, mais recursos para as empresas, que agora podem contar com a garantia da confiabilidade de resposta do resultado dos ensaios feitos pelo LabSenai Cerâmica”, informou, acrescentando que as empresas devem fazer ensaios periódicos.

Ele ressalta que o certificado contribui para aumento do ganho de competitividade. “Realizar os ensaios no LabSenai Cerâmica torna o produto mais competitivo, contribuindo para que o consumidor tenha à disposição no mercado um produto adequado e com qualidade”, ponderou, destacando que, ao longo de 2010, o laboratório realizou 1.771 serviços técnicos, 3 assessorias técnicas e 4 informações tecnológicas prestados para um total de 23 indústrias ceramistas da região de Rio Verde e estima para este ano efetuar pelo menos 1.473 serviços técnicos, 1 assessoria técnica, 1 informação tecnológica e 1 desenvolvimento de inovação de produtos e processos.

Serviço — Mais informações sobre os serviços do LabSenai Cerâmica podem ser obtidas pelo telefone (67) 3292-1747/3292-2605

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - TROFÉU PIRAPUTANGA
Em grande estilo, Troféu Piraputanga valoriza apoiadores do turismo e empresários de Bonito (MS)
CIDADES
Secretários: Felipe na Fazenda, Murilo Infraestrutura e Resende na Saúde
BONITO - MS
Prefeitura doa área para prédio da Polícia Militar Ambiental em Bonito
CÊ ACREDITA - E NÃO É FAKE
Mãe tenta vender virgindade da filha de 13 anos na Internet por quase R$ 100 mil reais
BONITO - MS - MAIS MELHORIAS
Vereadores entregam reivindicações ao governador Reinaldo durante entrega de obras em Bonito (MS)
BONITO - MS - POPULAÇÃO NA RUA
População clama pela preservação dos rios em Bonito (MS)
LOTERIA
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
BONITO E JARDIM
Ações de preservação de rios tem custo estimado em R$ 10 milhões
CIDADES
Investigação em MS leva a prisão de grupo no RS que aplicava golpes do seguro
SAÚDE
De 115 vagas para o Mais Médicos em MS, 35 foram preenchidas; 20 cubanos inscreveram-se para ficar