Menu
mutantes
sbado, 16 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Criação de vaga formal recua 65% em março e demissões batem recorde

19 Abr 2011 - 16h05Por Folha.com

O mês de março registrou queda na criação de empregos formais, quando 92.675 novos postos de trabalho foram criados, e as demissões bateram recorde, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho, divulgados nesta terça-feira.

A criação de vagas formais recuou 65% em março deste ano em relação ao terceiro mês de 2010, quando houve 266 mil vagas criadas.

Em relação a fevereiro, houve queda de 67% na criação de empregos formais, quando foram geradas 280.799 novas vagas.

Esse número também é menor do que o registrado em março do ano passado, quando as admissões chegaram a 322.510.

No três primeiros meses do governo da presidente Dilma Rousseff, os empregos gerados chegaram a 583.886. No acumulado de 12 meses, a criação de novos postos de trabalho somaram 2.350.841.

O número de admissões e demissões em março foram recorde. As admissões somaram 1.765.922, terceiro maior número da série histórica, e as demissões chegaram a 1.673.247, o maior da série histórica.

O principal responsável pelo resultado foi o setor de serviços com a geração de 60.309 novos postos de trabalho, seguido pela indústria de transformação com a criação de 14.448 novos empregos e a agricultura, com a abertura de 11.400 novas vagas.

Segundo o ministro Carlos Lupi (Trabalho), esse resultado de março se deve ao Carnaval, ao fim do ciclo sucroalcooleiro no nordeste e as fortes chuvas em todo país registradas no período.

"Na comparação, a gente vê que não foi um desempenho tão bom quanto março do ano passado. Essa quantidade de desligamentos tem a ver com a antecipação da contratação em fevereiro e o fim do ciclo sucroalcooleiro no nordeste", disse.

Apesar dos números registrados em março, o ministro acredita que abril terá um desempenho melhor. O ministro também disse que o Brasil chegará a meta de três milhões de novos empregos esse ano.

"Abril será muito forte, porque não temos os dias de Carnaval e vai acabar o ciclo da chuva algumas regiões do Brasil", afirmou Lupi

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - NOVO HORÁRIO
Com o fim do horário de verão Balneário tem novo horário de funcionamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal
BONITO - MS - VANDALISMO NO BALNEÁRIO
Balneário Municipal é alvo de vandalismo e prefeitura registra ocorrência em Bonito (MS)