Menu
KAGIVA
domingo, 9 de dezembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

175 pessoas morreram nas rodovias federais do país durante o feriadão

25 Abr 2011 - 15h02Por Folha.com

As rodovias federais do país registraram menor número de ocorrências durante o feriado prolongado de Tiradentes e de Páscoa, se comparado com o Carnaval deste ano, segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal).

De terça-feira (19) até domingo (24), foram 3.861 acidentes e 2.274 feridos -- em ambos os casos, uma redução de 7% em relação ao Carnaval. A redução do número de mortos foi ainda maior: foram 175, 18% a menos do que no feriado anterior.

A embriaguez de motoristas, entretanto, foi bem próxima dos números do Carnaval mesmo se tratando de um feriado religioso. Mais de 28 mil motoristas foram submetidos ao bafômetro e 754 foram reprovados no teste. Desses, 309 acabaram presos em flagrante.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a comparação tem de ser feita com o Carnaval (e não com a Páscoa de 2010, por exemplo) por causa do número de dias de ambos os feriados, o que aumenta o fluxo de veículos nas estradas. Em relação ao Carnaval de 2010, a violência nas estradas foi maior.

A diminuição foi atribuída, pela PRF, principalmente a dois fatores: mais campanhas de conscientização dos motoristas e maior número de policiais nas estradas. Foram somadas, no feriado, duas operações policiais: a Operação Tiradentes e a Operação Páscoa.

Apesar da redução, o inspetor da PRF Giovanni Di Mambro, que apresentou os números, disse que não há motivos para considerar que exista uma tendência de diminuição da violência nas estradas. Na verdade, a probabilidade é de aumento de ocorrências.

Segundo ele, apesar do aumento de veículos no país, não houve a construção de nenhum eixo viário importante nem investimentos significativos na estrutura das rodovias ou na educação do motorista. "Rodovia segura não é rodovia sem buraco", disse.

A PRF destacou também que os 400 postos da polícia relataram aumento do volume médio diário de veículos. Como resultado, houve grandes índices de lentidão nas estradas --na rodovia Fernão Dias, que liga São Paulo a Belo Horizonte, o engarrafamento chegou a 80 km, segundo a PRF.

O inspetor Di Mambro afirmou que no Brasil morrem, diariamente, 20 pessoas por 100 mil habitantes em acidentes de trânsito, número considerado "inaceitável". A meta para o país até 2020 segundo política da ONU é reduzir as mortes a 14 por 100 mil habitantes

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DA G.M DE BONITO
Guarda Municipal de Bonito prende condutor embriagado em flagrante
AÇÕES DA GUARDA MUNICIPAL DE BONITO
Menores são presos por estarem destruindo o patrimônio público em Bonito
CONCURSOS
EDITAL da Polícia Militar abre 120 vagas com salário de R$ 5.769,42
TECNOLOGIA - ANDROIDS
Estes 22 apps detonam a bateria de milhões de Androids; veja a lista
BONITO - MS - NO JAPÃO - MMA
Bonitenses Sidy Rocha e a Edna Trakinas lutam neste domingo em Tokyo no Japão
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governador entrega na terça-feira mais de R$ 36 milhões em obras em Bonito (MS)
DOR E TRISTEZA
Gabrielly começou a ser agredida por colegas após presentear professora, diz família
GOVERNADOR DO RJ PRESO EM OPERAÇÃO
Pezão participa de hasteamento da bandeira em presídio de Niterói
BONITO - MS - EDUCAÇÃO INFANTIL
Bonito (MS) inova na educação infantil e terá jornada integral e parcial na Rede Municipal de Ensino
EM CIDADE DO MS - CRIME
Em MS, Homens são mortos com requintes de crueldade e polícia suspeita de latrocínio