CLINICA_RITH
21 de Julho de 2017 13h30

Na Capital, preço médio da gasolina deve chegar a R$ 3,90

Correio do Estado
DivulgaçãoDivulgação

O reajuste dos impostos pode dar fim à onda de reduções e promoções com preços abaixo de R$ 3 no litro da gasolina, que vinha animando o consumidor campo-grandense.

Se o aumento do imposto for repassado integralmente ao consumidor, o preço da gasolina, por exemplo, pode passar dos R$ 3,90 o litro. 

Conforme levantamento de preços mensal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis  (ANP), no acumulado do ano a gasolina tinha ficado, em média, 7,4% mais barata para o consumidor na Capital.

De R$ 3,569, preço médio encontrado em janeiro nos postos da cidade, o litro do combustível recuou para R$ 3,309 em junho, uma diferença de 26 centavos por litro. 

Quando considerado o preço médio em Mato Grosso do Sul, também houve recuo bem parecido (7,1%) e o valor por litro fechou em R$ 3,424 no Estado neste mês, diante de R$ 3,688 em janeiro. Porém, o preço médio deve voltar a R$ 3,65 no Estado, podendo passar de R$ 4 o litro, dependendo da região. 

Ainda conforme o levantamento da ANP, o preço médio do diesel também teve recuo na Capital (-5,5%)  e no Estado (-4,9%), passando de R$ 3,417 para R$ 3,247, diferença de 17 centavos no semestre. Agora, com o reajuste, o valor médio no Estado pode voltar para R$ 3,46.  

ETANOL

Mesmo para quem optou por abastecer com o etanol, o biocombustível também apresentou redução no período. Em Campo Grande, o litro do derivado de cana ficou 25 centavos mais barato, saindo de R$ 3,094, em janeiro, para R$ 2,842 em julho (-8,1%).

Já considerando a média para o Estado, o preço diminuiu 8,4%, de R$ 3,149 para R$ 2,882 (26 centavos a menos). Agora, o valor médio pode chegar a R$ 3,032 o litro em Campo Grande e R$ 3,72, no Estado.

Para chegar a esse porcentual, divide-se o preço do álcool pelo da gasolina e, se o resultado for menor que 0,70, significa que o preço do etanol é inferior a 70% do preço do combustível concorrente, valendo a pena optar pelo biocombustível.

Junto do aumento de tributos de combustíveis aplicado pelo governo federal, começa a vigorar a partir de hoje novo reajuste de preços da Petrobras nas refinarias.

Conforme anunciado pela estatal, o preço da gasolina terá alta de 0,1%, enquanto o diesel terá alta de 2%. O anúncio vem em meio a uma nova política de preços da Petrobras, que passou a prever reajustes até diários.

Comentários
Veja Também
Monte sua viagem - agencia sucuri 300x250
dothshop
Últimas Notícias
  
bonito_celular
CLÍNICA_RITH_300
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.