Menu
segunda, 19 de outubro de 2020
Busca
ZAP INFORMÁTICA
COVID-19

Presidente de clube de futebol de Campo Grande morre de coronavírus

A informação foi dada pela filha da vítima

28 Set 2020 - 11h10Por Redação

Morreu na manhã desta segunda-feira (28/9), vítima da Covid-19, o presidente do Comercial Valter Manginni. A informação foi dada pela filha da vítima.

Ele estava internado desde o início da semana passada com sintomas da doença e apresentou leve melhora, porém, piorou dias depois e precisou de entubação. Devido a problemas renais, ele estava fazendo hemodiálise. 

Trajetória

Manginni entrou no Comercial na gestão Carlos Alberto de Assis, como diretor, na Série B do Estadual em 2007. Fez parte das gestões de Luiz Cortês, Fernando Doldan e Italo Milhomen.

Em 2017, foi eleito para mandato que encerraria em novembro. Neste período, o clube passou da 1ª fase todos os anos e nesta temporada, fará o clássico com o Operário nas quartas de final.

Em 2017 na Série D, o time chegou a 2ª fase da competição mas acabou caindo diante do Ceilândia.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Bonito registra mais 4 novos casos de covid-19
COVID-19
Jorge Aragão é internado em UTI com Covid-19
DEPUTADO COM COVID-19
Em Nota, assessoria informa que Onevan foi transferido para SP para concluir tratamento de Covid-19
GOVERNO NA CONTRA-MÃO
Bolsonaro: Vacina contra a covid-19 não será obrigatória
COVID-19
Miranda confirma mais 2 óbitos por covid-19; coronavírus já fez 25 vítimas fatais na cidade
COVID-19
Jardim registra 13 novos casos covid-19; cidade confirma mais 1 óbito por coronavírus
COVID-19
A PANDEMIA AINDA NÃO ACABOU: Bonito registra mais 9 novos casos de covid-19
Assinado termo de cooperação com Instituto Butantan - Thais Libni VACINA NO MS - CORONAVÍRUS
CORONAVÍRUS: Veja como ser voluntário para os testes da vacina contra a Covid-19 em MS
VACINA NO MS - CORONAVÍRUS
Vacina contra Coronavírus pode chegar em janeiro ao MS, testes começam em servidores
PANDEMIA NO MS
Prefeitura pagou R$ 1,6 milhão por leitos hospitalares da rede privada na pandemia em MS