Menu
BANNER ANNA
quinta, 2 de abril de 2020
Busca
POLONIO IMÓVEIS
Saúde

MS fecha parques e recomenda não compartilhamento de tereré e narguilé, situação de emergência

20 Mar 2020 - 10h21Por Paulo Fernandes - SUBCOM

Decreto publicado nesta sexta-feira (20.3) declara situação de emergência em todo o território sul-mato-grossense por conta da pandemia de coronavírus e estipula uma série de medidas de prevenção, como o fechamento de parques e protocolos para evitar aglomerações na rede pública de saúde, além de recomendações para que as pessoas evitem contato social e compartilhamento de itens pessoais como copos, bombas de tereré e narguilés.

O documento do governador Reinaldo Azambuja e do secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, autoriza as autoridades administrativas e os servidores públicos diretamente responsáveis pelas ações de resposta à situação de emergência a convocar os servidores que não se enquadrem em grupo de risco, requisitar bens e serviços e a aquisição direta de bens e a contratação de obras e serviços imprescindíveis às ações de combate à pandemia.

A determinação é para o fechamento de todos os parques públicos e centros esportivos de titularidade do Estado de Mato Grosso do Sul. Estão proibidos ainda a expedição pelos órgãos estaduais de álvaras para eventos públicos e temporários.

Rede de saúde

Ainda de acordo com o decreto, consultas em ambulatórios de especialidades da Rede Pública Estadual e os contratualizados deverão adotar protocolos de agendamento e de triagem rápida para reduzir o tempo de espera e evitar aglomerações.

Todos os hospitais da rede pública, privada e contratualizados deverão informar diretamente à Secretaria de Estado de Saúde os dados sobre internações de casos suspeitos e confirmados de coronavírus. Hospitais da rede pública estadual e contratualizados deverão ainda adotar medidas para evitar o acesso de visitantes com sintomas respiratórios.

Expediente em turnos

A critério da chefia máxima do órgão ou da entidade, o expediente nos órgãos da administração pública estadual direta e indireta poderá ser realizado em dois turnos de revezamento, sendo que as horas necessárias para completar a carga semanal poderão ser cumpridas em regime excepcional de teletrabalho (home office).

No caso do revezamento em turnos, o matutino será das 7h30 às 12h30 e o vespertino das 12h30 às 17h30. Essa regra de revezamento não vale para os servidores da saúde e da segurança pública e nem para aqueles que sejam necessários ao enfrentamento do coronavírus.

As medidas não têm prazo de vigência, permanecendo até a publicação de outro ato em sentido contrário.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - CORONAVÍRUS
Dourados confirma terceiro caso de coronavírus e paciente está em estado grave
CORONAVÍRUS NO MS
ATUALIZAÇÃO: MS tem mais 03 novos casos de coronavírus, confira as cidades
CORONAVÍRUS NO MS
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa que morreu
BONITO - MS - VACINAÇÃO H1N1
Atenção Bonito (MS), Secretaria aguarda o recebimento de novo lote de vacinas H1N1
BONITO - MS - REUNIÃO NO GABINETE
Em reunião com empresários, prefeito só toma nova decisão depois do dia 07 de abril em Bonito (MS)
CORONAVÍRUS NO MS
ATUALIZAÇÃO: MS tem 4 novos casos confirmados de coronavírus e 1 óbito
Instituto de Desenvolvimento de Bonito
Máscaras fabricadas por empresários associados ao IDB já estão disponíveis em farmácia da cidade
CORONAVÍRUS NO MS
Paciente internada em Dourados não resiste; Este é o primeiro óbito por Covid-19 em MS
CORONAVÍRUS NO MS
Novo decreto proíbe roda de tereré e narguilé em cidade de MS
BONITO - MS - CONTINUA TUDO COMO ESTÁ
BONITO: Em nova reunião, vai continua comércio fechado, toque de recolher e entrada de turistas