Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO
TESTES

Larvicida natural promete ser arma contra Aedes aegypti e será testado na Capital

24 Abr 2017 - 09h36Por Correio do Estado

Produto inédito será testado em Campo Grande no combate ao mosquito Aedes aegypti - transmissor da dengue, zika vírus, além de febre chikungunya, febre amarela e febre do Mayaro.

Desenvolvido durante mestrado e doutorado na área de Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), o larvicida produzido com líquido da casca da castanha de cajú (LCC) e óleo e mamona começa a ser aplicado em dois bairros da Capital a partir do mês de setembro deste ano.

A responsável pela pesquisa é a bióloga e doutoranda Juliana Miron Vani, 27 anos, que desde 2014 estuda os efeitos do produto no meio ambiente e no ser humano. “Ao longo de todos esses anos fizemos inúmeros testes e comprovamos a eficácia, pois mata todas as larvas do mosquito em até três horas”, afirma.

Ela destaca também que “além de matar em até três horas, ainda tem durabilidade, ou seja, os efeitos podem durar de 13 a 37 dias, conforme a dosagem. Se chover o produto continua fazendo efeito. É de baixo custo, pois temos castanha de cajú e mamona em abundância no Brasil”.

Os dois bairros que vão receber os testes finais do produto ainda não foram definidos pelo Centro de Controle de Endemias e Vetoriais (CCEV) e pela Coordenadoria Estadual de Controle de Vetores (CCV).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - DURANTE REUNIÃO
Protocolos que serão aplicados na reabertura da Gruta do Lago Azul são apresentados em Bonito
À esquerda, Patrícia Ribeiro (Diretora Executiva do Hospital Municipal de Naviraí), Josemar Tomazell COLAPSO NA SAÚDE
Com 100% Leitos ocupados, prefeitura de MS já admite a possibilidade de decidir por Lockdown
CORONAVÍRUS NO MUNDO
Ainda pouco conhecida, síndrome rara pode atingir jovens e crianças com Covid-19
VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 EM MS
Reforço na campanha contra Covid, Ministério da Saúde envia 300 mil agulhas seringas à MS
EMEI Lafayete Câmara de Oliveira, em Campo Grande (MS)  Foto: Google Street View CORONAVÍRUS NO MS
Escola tem 7 funcionários que testam positivo para Covid-19 e local é desinfetado em MS
BONITO - MS - BOLETIM COVID-19
1.407 já foram recuperados da covid, confira o boletim das últimas 24h em Bonito (MS)
BONITO - MS - PASSAGEM AÉREA DE FAUNA
Para evitar atropelamento de animais, 'passagem' será feita em dois pontos na região de Bonito
Dengue fez primeira vítima fatal do ano em Dourados - Crédito: Arquivo/Divulgação/CCZ DENGUE MERECE ATENÇÃO
DENGUE faz sua 1ª vítima fatal de 2021
Darci faleceu após dois dias intrernado por descarga elétrica (Foto: Arquivo Pessoal) FATALIDADE
FATALIDADE: Trabalhador morre após receber descarga elétrica de 35 mil volts
CORONAVÍRUS NO MS
Pacientes de Covid em leitos de UTI ultrapassa leitos clínicos e ocupação hospitalar volta subir