Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO
Política

Restos mortais de Jango são recebidos em Brasília com honras militares

14 Nov 2013 - 15h50Por Agência Brasil

Os restos mortais do ex-presidente da República João Goulart foram recebidos hoje (14) com honras militares, pela presidenta Dilma Rousseff. O corpo de Jango, como era conhecido, foi exumado ontem, em São Borja (RS), e será submetido à perícia da Polícia Federal, na capital. A exumação faz parte de uma investigação para esclarecer se a causa da morte de João Goulart foi mesmo um ataque cardíaco, conforme divulgaram na ocasião as autoridades do regime militar.

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, José Sarney e Fernando Collor também acompanharam a cerimônia. Fernando Henrique Cardoso, que se recupera de uma diverticulite, não pôde participar da homenagem.

A presidenta Dilma Rousseff disse, em sua conta no Twitter, que a solenidade de honra ao ex-presidente João Goulart “é uma afirmação da democracia” no Brasil, que se consolida com este gesto histórico. “Hoje é um dia de encontro do Brasil com a sua história. Como chefe de Estado da República Federativa do Brasil participo da recepção aos restos mortais de João Goulart, único presidente a morrer no exílio, em circunstâncias ainda a serem esclarecidas por exames periciais. Junto comigo estarão ex-presidentes da República, o presidente do Senado e políticos de todas as vertentes. Este é um gesto do Estado brasileiro para homenagear o ex-presidente João Goulart e sua memória”.

Deposto pelo regime militar (1964-1985), Goulart morreu no exílio, no dia 6 de dezembro de 1976, na Argentina. O objetivo da exumação é descobrir se ele foi assassinado. Por imposição do regime militar brasileiro, Goulart foi sepultado em sua cidade natal, São Borja, no Rio Grande do Sul, sem passar por uma autópsia. Desde então, existe a suspeita de que a morte de Jango tenha sido articulada pelas ditaduras do Brasil, da Argentina e do Uruguai.

Após os exames, que serão feitos em Brasília e em laboratórios internacionais, os despojos voltarão para São Borja em 6 de dezembro, data de morte do ex-presidente. A perícia é coordenada pelo Instituto Nacional de Criminalística, da Polícia Federal e ocorrerá em duas etapas.

A primeira etapa é a análise antropológica, que detalhará informações sobre substâncias venenosas que eram usadas no Brasil, na Argentina e no Uruguai e podem ter causado o envenenamento do ex-presidente. Nesse momento, serão reunidos dados médicos e pessoais do ex-presidente. Além disso, será feita a análise do DNA. A segunda etapa da perícia será o exame toxicológico dos restos mortais de Goulart para confirmar se houve envenenamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FOTO: NOTÍCIAS E CONCURSOS BOLSA FAMÍLIA 2021
Novo Bolsa Família de R$ 300 pode ser financiado; veja como
PANTERA EM AÇÃO BONITO - MS - VEREADO EM AÇÃO
Pantera destaca o atendimento ao pequeno produtor durante visita ao departamento em Bonito (MS)
BONITO TRATOR BONITO - MS - PARCERIA
Prefeitura cede trator com terraceador ao IASB para utilização no Projeto Águas de Bonito
DETRAN/MS DETRAN / MS
Mais inovação: Detran-MS lança ferramenta digital para transferência de veículos
BONITO - TURISMO AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo lança campanha 'Meu Estado, Meu Destino' para promover o turismo regional
Servidor exibe carta de concessão de aposentadoria junto à equipe que o atendeu. Foto: Rildo Lima  Previna SURPRESA BOA
Servidor público vai buscar informação e é surpreendido ao ser aposentado em uma hora em MS
BONITO - AQUEÇA UMA VIDA
SAS entrega cobertores por meio da campanha 'Aqueça Uma Vida' em Bonito
AÇÕES RENATO CÂMARA
Ministra Tereza Cristina recebe demandas que irão beneficiar produtores de MS
POLÍTICA E DESENVOLVIMENTO
Parceria entre municípios e Governo de MS é fundamental para o progresso, diz prefeito de Bonito
FOTO: O CORREIO NEWS LOCKDOWN EM CIDADE DE MS
Cidade de MS decreta 'lockdown' de 4 dias e manda população estocar alimentos