Menu
quinta, 6 de maio de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO
CPI DA COVID NO SENADO

Pazuello entra em quarentena um dia antes de depor na CPI da Covid

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid

4 Mai 2021 - 16h20Por JD1

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid, disse na abertura da sessão desta terça-feira (4) que o depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deve ser adiado. O depoimento de Pazuello está marcado para a quarta-feira (5).

De acordo com o jornal O Globo, Aziz disse que foi informado de que Pazuello teve contato com dois coroneis infectados com Covid e, por isso, decidiu entrar em quarentena. Ainda segundo o senador, Pazuello deverá mandar um comunicado à CPI informando o fato. Pazuello teve a doença no ano passado.

“O ministro Pazuello, vai chegar um comunicado aqui, eu fui comunicado hoje [terça] de manhã. O ministro Pazuello teve contato com dois coronéis auxiliares dele esse final de semana que estão com Covid. Segundo a informação que eu tenho, ele vai entrar em quarentena e não virar depor amanhã [quarta]. Essa é a informação, não é oficial, é extraoficial”, afirmou Aziz.

O presidente da CPI deu a informação antes do início do depoimento desta terça, do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta.

Pelo cronograma da CPI, Mandetta falará nesta manhã e o sucessor dele no ministério, Nelson Teich, falaria na tarde desta terça.

De acordo com Aziz, se for confirmado o adiamento de Pazuello, a fala de Teich deve passar para a quarta-feira.

“Eu acho que se amanhã [quarta], caso não venha o ex-ministro Pazuello, eu estou pedindo para que, pedi para o meu gabinete entrar em contato com o ministro Teich para que fizéssemos com ele amanhã e hoje só ouviríamos o ministro Mandetta".

Expectativa para o depoimento

O depoimento de Pazuello é um dos mais esperados na CPI. General da ativa do Exército, ele assumiu o ministério após as saídas de dois ministros que não concordavam com as diretrizes do presidente Jair Bolsonaro: Mandetta e Teich.

Em outubro do ano passado, logo após ser desautorizado pelo presidente sobre compra da vacina CoronaVac (Bolsonaro era contra), Pazuello disse: "É simples assim: um manda e o outro obedece".

Pazuello era o ministro quando o governo recusou oferta de compra de 70 milhões de doses da vacina da Pfizer para serem recebidas em dezembro de 2020. Foi também durante a gestão dele que o sistema de saúde de Manaus entrou em colapso, registrando falta de oxigênio hospitalar e filas de vagas em UTIs.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - MONITORAMENTO
Turbidez e visibilidade da água do Rio Formoso no Balneário Municipal são monitorados em Bonito
BONITO - MS - TRABALHOS NÃO PARAM
Prefeitura realiza operação tapa-buraco nas ruas de vilas e bairros em Bonito (MS)
Tatyane Santinoni, Agepen AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Para estruturação dos trabalhos, Agepen recebe mais uma viatura doada pelo Depen
PROTEÇÃO A MULHER
PROTEÇÃO A MULHER: Emenda proíbe que condenados por violência doméstica virem servidores
DEMTRAT BONITO - MS - TRANSPORTE
DEMTRAT está realizando inspeção e emissão de selo para o serviço de transporte turístico
VEREADOR PEDRINHO DA MARAMBAIA BONITO - MS - NA TRIBUNA
BONITO: Vereador Pedrinho da Marambaia solicita a retomada da obra da Ceinf do Bom viver
AGORA É LEI
Atividade física torna-se essencial e academias podem abrir na pandemia
Foto: ASSESSORIA BONITO - CHEGOU MAIS VACINA
Bonito recebe mais 665 doses e vacinação contra Covid será nesta quarta e quinta, veja detalhes
BONITO - PROCESSO SELETIVO
BONITO: Comarca abre inscrições para Processo Seletivo de estagiários de Administração
CAPITAL COM 02 TOQUE DE RECOLHER
Campo Grande terá 02 horários de toque de recolher nesta semana, confira