Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO
Bolsa Família

Mais de 2 mil políticos eleitos em 2012 são flagrados recebendo Bolsa Família

11 Out 2013 - 09h58Por IG

Um total de 2.168 políticos eleitos no ano passado e que assumiram cargos de prefeito e vereador no início do ano foram flagrados pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) como beneficiários do programa Bolsa Família, do governo federal, no primeiro semestre deste ano. Após detectar esses casos, o governo bloqueou o benefício de todos eles.

Pela primeira vez, o ministério fez o cruzamento da folha de pagamentos do programa de transferência de renda com a base de dados de uma eleição municipal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Essa verificação durou aproximadamente um semestre. Segundo a pasta, a iniciativa visava evitar que “políticos eleitos empossados estivessem na condição de beneficiários do Bolsa Família”.

Apesar de tentar vetar a prática, o governo reconhece que houve pagamentos a políticos com cargo eletivo no início do ano. Todos os 2,1 mil políticos flagrados pelo Ministério do Desenvolvimento Social foram obrigados a ressarcir os cofres públicos, conforme informações do ministério.

De acordo com o artigo 25 do decreto 5.209/04, que regulamenta o Bolsa Família, o beneficiário do programa perde o direito ao recebimento quando ocorre “posse em cargo eletivo remunerado, de qualquer uma das três esferas de governo”. O Ministério do Desenvolvimento Social não divulgou informações detalhadas sobre o cancelamento de benefícios por cidade ou estado.

No início do ano, surgiram vários casos de denúncias de vereadores eleitos recebendo o Bolsa Família. Entre eles, estava o do vereador piauiense Sebastião Passos de Sousa (PSB), conhecido como Cabelo Duro, da cidade de Luís Corrêa, distante 365 quilômetros de Teresina. A família dele foi incluída no programa desde junho de 2001, alegando ter renda per capita de R$ 30. Ele recebia, junto com a esposa e mais quatro filhos, o valor de R$ 198 ao mês do programa. Entretanto, a renda familiar de Cabelo Duro era de aproximadamente R$ 3,1 mil. Ele responde a um processo de cassação na Câmara de Vereadores de Luís Corrêa por improbidade administrativa.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORÁRIO DE VERÃO
HORÁRIO DE VERÃO: Setores fazem pressão para voltar após dois anos de extinção
FOI MULTADO?
Você foi multado? Saiba que pode ter até 40% de desconto no pagamento pelo Aplicativo, VEJA
FOTO: NOTÍCIAS E CONCURSOS BOLSA FAMÍLIA 2021
Novo Bolsa Família de R$ 300 pode ser financiado; veja como
PANTERA EM AÇÃO BONITO - MS - VEREADO EM AÇÃO
Pantera destaca o atendimento ao pequeno produtor durante visita ao departamento em Bonito (MS)
BONITO TRATOR BONITO - MS - PARCERIA
Prefeitura cede trator com terraceador ao IASB para utilização no Projeto Águas de Bonito
DETRAN/MS DETRAN / MS
Mais inovação: Detran-MS lança ferramenta digital para transferência de veículos
BONITO - TURISMO AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo lança campanha 'Meu Estado, Meu Destino' para promover o turismo regional
Servidor exibe carta de concessão de aposentadoria junto à equipe que o atendeu. Foto: Rildo Lima  Previna SURPRESA BOA
Servidor público vai buscar informação e é surpreendido ao ser aposentado em uma hora em MS
BONITO - AQUEÇA UMA VIDA
SAS entrega cobertores por meio da campanha 'Aqueça Uma Vida' em Bonito
AÇÕES RENATO CÂMARA
Ministra Tereza Cristina recebe demandas que irão beneficiar produtores de MS