Menu
BANNER ANNA
quarta, 8 de julho de 2020
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO
CPI INSTAURADA CONTRA ENERGISA

Instaurada na Assembleia, CPI que vai investigar aumento na energia elétrica em MS

Instaurada na Assembleia, CPI que vai investigar aumento na energia elétrica em MS

12 Nov 2019 - 15h41Por Correio do Estado

Depois de muita polêmica sobre o futuro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai apurar possíveis irregularidades na empresa responsável por fornecer energia elétrica em Mato Grosso do Sul, a Energisa, os 23 deputados assinaram o documento e nesta terça-feira (12), o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Paulo Corrêa, anunciou durante sessão ordinária a instauração da comissão que vai apurar a medição de energia elétrica. 

A CPI que no ínicio virou polêmica, uma vez que os deputados não assinaram o documento alegando que faltava fato determinado para abertura da comissão, disseram que o deputado Renan Contar (PSL)- representante do documento- estaria usando a ideia como palanque para se promover, uma vez que o próprio é a proposta do PSL estadual, liderado pela senadora Soraya Tronicke, para concorrer a Prefeitura de Campo Grande, em 2020. 

Tal polêmica chegou a respingar na Câmara Municipal e vereadores até tentaram pegar uma carona na história- mas não deu muito certo. A CPI na Casa foi barrada pelo presidente por incostitucionalidade, uma vez que a Câmara não tinha competência legal para atuar de forma direta em uma Comissão desse porte. Mesmo assim, foi criada uma comissão especial que vai ajudar a investigar as causas, mas que assim que apuradas, serão repassadas aos órgãos competentes. 

A CPI então foi reformulada pelo deputado Felipe Orro (PSDB) que apresentou fato determinado  para conseguir o número de assinaturas- no total foram 23- e a comissão chegou a ser instaurada. 

PRÓXIMOS PASSOS

Os integrantes da Comissão definidos serão Felipe Orro- proponete do grupo, Renan Contar e João Henrique Catan (PL) que vão representar outros blocos da Assembleia e Evander Vendramini (PP) que ficou como suplente e ainda falta preencher mais uma vaga para segundo suplente. Depois que o grupo estiver formado, será escolhido oficialmente o relator e o presidente durante reunião. 

De acordo com Orro, provavelmente amanhã terá reunião e, futuramente, todos os envolvidos serão ouvidos, principalmente “funcionários, a empresa e sindicato”, mencionou. 

Corrêa adiantou que não haverá custeio da CPI e de contratação de pessoal para atuar na comissão. “Assembleia tem servidores, advogados e técnicos que serão cedidos, não terá custo”, afirmou. 

Sobre os curtos, Orro disse que nunca participou de uma CPI mas acredita que vão minimizar os custos”, finalizou o parlamentar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com obras concluídas, Pronto Socorro de Maracaju deverá ser inaugurado nas próximas semanas
ENTREVISTA NO SBT
Roberto Cabrini traz entrevista exclusiva com Frederick Wassef nesta segunda
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados  O autor da proposta, deputado Túlio Gadêlha ELEIÇÃO MUNICIPAL
Campanha eleitoral de 2020 deve ser proibido comícios e aglomerações
GOVERNO DE MS
TÁ NA CONTA: saques de salários dos servidores estaduais já estão disponíveis
BONITO - MS - PRIMEIROS TURISTAS
Em Bonito, MS, com preços congelados, cidade já recebe os primeiros turistas
Visão panorâmica da entrada da cidade de Dois Irmãos do Buriti (Foto: Edemir Rodrigues - Governo MS) SEM COVID-19
SEM COVID: 08 cidades de MS ainda não registraram casos de coronavírus
MORTES POR COVIV-19 EM MS
Mortes chegam a 107 em MS e secretário cogita lockdown
Presidente da AGTB se reuniu com o prefeito para agradecer pela iniciativa BONITO - MS - IMUNIZAÇÃO
Guias de turismo recebem imunização contra gripe em Bonito (MS)
BONITO - MS - REABERTO COM SEGURANÇA
Bonito (MS) reabre com 7 protocolos de segurança, passeios incríveis e preparados para novo momento
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Entrega de novo auditório da UEMS põe fim à espera de 26 anos em Aquidauana