Menu
BANNER ANNA
quinta, 2 de julho de 2020
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO
GUIA LOPES E MAIS 03 CIDADES

Guia Lopes e mais 03 municípios podem ter estado de calamidade pública decretado

Guia Lopes e mais 03 municípios podem ter estado de calamidade pública decretado

2 Jun 2020 - 16h16Por Christiane Mesquita - ALMS

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), apresentou durante a sessão ordinária desta manhã (2), os Projetos de Decreto Legislativo 17/2020, 18/2020, 19/2020 e 20/2020, que reconhecem o estado de calamidade pública dos municípios de Rio Brilhante, Aral Moreira, Guia Lopes da Laguna e Naviraí, respectivamente.

O texto dos projetos considera o dia 31 de dezembro como data final para a vigência do estado de calamidade pública nos quatro municípios, entretanto, se houver uma solicitação encaminhada pelo chefe do Poder Executivo municipal, o reconhecimento de calamidade pública poderá ser prorrogado. A calamidade pública está sendo solicitada em decorrência da pandemia causada pela Covid-19, que trouxe efeitos econômicos e na área da saúde para cada cidade.

O reconhecimento do estado de calamidade pública é previsto no artigo 65 da Lei Complementar 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Isso possibilita que o município possa abrir crédito extraordinário, remanejar, transferir e utilizar reserva de contingência, com o imediato conhecimento da Câmara de Vereadores, realizar contratação emergencial de pessoal, entre outras medidas.

Devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, as cidades de Brasilândia, Água Clara e Fátima do Sul, Campo Grande, Glória de Dourados, Inocência, Paranaíba, Cassilândia e Batayporã, também solicitaram o reconhecimento de estado de calamidade pública ao Poder Legislativo estadual.

Agora, as propostas serão analisadas pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), da Casa de Leis. Se receberem pareceres favoráveis à tramitação, e forem aprovadas pelos parlamentares nas votações em plenário, tornam-se lei e entram em vigor no dia de sua promulgação pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, em seu Diário Oficial Eletrônico.

O deputado Paulo Corrêa (PSDB), presidente da Casa de Leis, explicou a necessidade de atender aos municípios que solicitaram o reconhecimento. “Os impactos causados pela pandemia transcendem a saúde pública e afetam toda a economiam, prejudicando a arrecadação de impostos e cumprimento de metas fiscais. O estado de calamidade pública permite as compras urgentes, sem licitação, mas não exime o gestor da prestação de contas", explicou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020
Câmara aprova em 1º turno adiamento das eleições municipais de 2020
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Rota Bioceânica: aberta licitação para projeto de acesso a ponte sobre o Rio Paraguai
POLÍTICA
Empresário Josmail Rodrigues é escolhido pré-candidato a prefeito de Bonito pelo PSB
SORTUDOS NO NOTA PREMIADA
Prêmio principal do Nota MS vai para 04 acertadores, Confira se foi você
HOJE TEM SORTEIO
CPF na nota?, consumidores que incluíram CPF na nota concorrem a mais 300 mil neste sábado
CASO QUEIROZ
Queiroz negocia delação premiada com o Ministério Público
BONITO - MS - DECRETO CONTINUA
Decreto continua e volta às aulas vai seguir determinação do Estado, anuncia prefeitura de Bonito
BONITO - MS -
Guias entregam manual de boas práticas e falam sobre expectativas para reabertura de Bonito (MS)
Foto: Governo da província de Córdoba/Fotos Públicas AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Estado cria comitê para monitorar e definir eventuais ações de combate a gafanhotos
BONITO - MS - AÇÕES
Retroescavadeira é o 28º veículo entregue pela Prefeitura em 4 anos em Bonito (MS)