Menu
segunda, 23 de novembro de 2020
Busca
OKA_BONITO_ABRIL
AÇÕES DO GOVERNO DE MS

Estrada do Curê é concluída após 12 anos: rota turística do Mercosul-Bonito-Pantanal

Estrada do Curê é concluída após 12 anos: rota turística do Mercosul-Bonito-Pantanal

17 Nov 2020 - 10h36Por Sílvio de Andrade, SUBCOM

Contorno rodoviário

Outras obras em fase de conclusão: 27,8 km da MS-258, entre Capão Seco e a MS-060, em Sidrolândia; 42,5 km da MS-379, entre Laguna Carapã e Posto Taji (Aral Moreira); 10 km da MS-244, entre a BR-163 e Bonfim (Jaraguari); recuperação e proteção de aterro às margens do Rio Miranda, na MS-339; pavimentação do acesso de 2,7 km à Usina Barreirinho, pela MS-376, em Fátima do Sul, e o trecho que compreende a Serra do Amazílio (MS-215), em Pedro Gomes.

Estrada do Curê (MS-178), concluída após 12 anos: rota turística do Mercosul-Bonito-Pantanal. Foto: Chico Ribeiro

Em execução: ligação da MS-347 com frigoríficos, em Dois Irmãos do Buriti; contorno rodoviário de Porto Murtinho, da BR-267 ao distrito portuário, de 7,19 km; trecho de 11 km entre a BR-262 e MS-442, distrito de Taunay, em Aquidauana; ligação pela MS-386 entre Iguatemi e Japorã, de 39 km; implantação de 9 km da MS-223, entre Silviolândia e Jauru, em Coxim.

Também estão em pavimentação: trecho de 6,5 km da MS-165, entre Aral Moreira e Vila Marques; 8,5 km entre MS-276 e balneário municipal de Anaurilândia; 22,2 km da MS-472 (Barra do Caracol), em Bela Vista; 31,8 km da MS-165, entre Sanga Puitã, Aral Moreira e Coronel Sapucaia; e acesso ao aeroporto de Dourados (BR-462/MS-162), de 7,1 km. O acesso à Usina Laguna, de 5,3 km, na MS-476/MS-473, entre Batayporã e Taquarussu, terá início ainda em novembro.

O Governo de Mato Grosso do Sul executa 24 frentes de pavimentação e restauração de rodovias estaduais, totalizando 374 km, e abriu procedimentos de contratação e licitação de outras 31 obras e projetos de engenharia, as quais representam a implantação asfáltica de mais 810 km, beneficiando todas as regiões do Estado.

Os investimentos até 2022 somam R$ 3 bilhões, incluindo serviços de manutenção (restauração) de 1.260 km de rodovias já pavimentadas. Este volume de obras e de recursos próprios empregados em infraestrutura viária, desde 2018, consta em relatório da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos).

Os números demonstram a concretização da meta do governador Reinaldo Azambuja de garantir logística ao escoamento da produção, segurança aos usuários e implantação de novos corredores de integração regional, com a incorporação de 1.175 km de rodovias à malha pavimentada.

Estrada Ecológica de Piraputanga, entre Dois Irmãos e Aquidauana: fomento ao turismo. Foto: Edemir Rodrigues

“É gratificante para nosso governo realizar obras dessa envergadura, levando infraestrutura e encurtando distâncias entre os polos de produção, potencializando, assim, o agronegócio, atraindo novos investidores e contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado”, afirma Reinaldo Azambuja.

Figueirão-Costa Rica

As obras em execução e em fase de projetos e contratação se espalham por todos os 79 municípios, gerando milhares de empregos e criando novos cenários com a ocupação de vazios pelos empreendimentos industriais e expansão agropecuária e florestal.

A chegada do asfalto beneficia também outros segmentos relevantes para a economia regional, como o turismo, destacando-se a ligação do centro de Bonito a entrada para a Gruta do Lago Azul, pela MS-382 – primeira etapa do pavimento projetado até a Baía das Garças (Serra da Bodoquena).

Pavimentação da MS-258, em Sidrolândia, ligando a região do Capão Seco com a BR-060: segundo trecho chegará ao Anhandui. Foto: Saul Schramm

Conforme o mapa da Agesul, 22 frentes de pavimentação asfáltica estão em execução, totalizando investimentos de R$ 489.937.077,88. O pavimento de 7,79 km da MS-382, em Bonito, já foi concluído, e está em fase final a ligação dos 60 km entre Figueirão e Costa Rica, pela MS-223, uma rodovia vital para o escoamento da produção naquela região – boi, grãos, milho, cana-de-açúcar e algodão. A obra foi executada em dois trechos simultaneamente.

Para o secretário-adjunto da secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Luis Roberto Martins de Araújo, são benfeitorias estratégicas do ponto de vista da logística. No período de 2015-2018, o Governo do Estado pavimentou 197,8 km de rodovias estaduais e a meta é chegar a 38% nos próximos dois anos.

Contorno rodoviário de Ponta Porã. Foto: Chico Ribeiro

“Com certeza, a chegada do asfalto alavanca o sistema produtivo, gerando desenvolvimento, riquezas, mais empregos”, disse. “Além de fomentar a economia, a infraestrutura viária reduz distâncias e tempo, incidindo no barateamento do frete e custo de produção, nos tornando um Estado mais competitivo”, completa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto
Da direita para a esquerda, e de cima para baixo: Fiuza, Urt, Heliomar e Cassuci (Foto: Divulgação) POLÍTICA
Sidrolândia e mais 3 cidades de MS ficam sem prefeito eleito e podem ter nova eleição
BONITO - MS - G7 NA CÂMARA
Em Bonito: Vereadores eleitos criam G7 com objetivo de atender pedido da comunidade
FATALIDADE
Ex-vereador morre de picada de cobra e amigos lamentam nas redes sociais em MS
SE A MODA PEGA!
Prefeito perde eleição e demite 365 funcionários; cidade fica sem médicos especialistas
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Programa Governo Presente finaliza pontes de concreto em Jardim e Bodoquena
BONITO - MS - SEM LOCKDOWN
MPMS e Município descartam lockdown mas toque de recolher volta a vigorar em Bonito (MS)
BONITO - MS - INVESTIMENTOS DO GOVERNO
Reinaldo Azambuja destaca os mais de R$ 88 milhões investidos em apenas 6 anos em Bonito (MS)
BONITO - MS - PREFEITO ELEITO
Prefeito eleito se reúne com Ricardo Ayache e vice governador Murilo Zauith, projetos para Bonito
BONITO - MS - VEREADORA ELEITA
Em Bonito, PSD tem a primeira vereadora eleita e cresce no MS