Menu
tera, 24 de novembro de 2020
Busca
OKA_BONITO_ABRIL
VACINA NO MS - CORONAVÍRUS

Em reunião virtual com governadores, Ministério da Saúde anuncia distribuir vacina contra Covid-19

Em reunião virtual com governadores, Ministério da Saúde anuncia distribuir vacina contra Covid-19

20 Out 2020 - 18h00Por Paulo Fernandes, Subcom

Com várias vacinas contra a Covid-19 em estágio avançado de testes, o Ministério da Saúde assumiu nesta terça-feira (20) a responsabilidade de coordenar, adquirir e distribuir as doses para imunizar a população por meio do SUS (Sistema Único de Saúde). A informação do ministro Eduardo Pazuello agradou o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, porque garante um tratamento igualitário a todos os brasileiros.

“É uma sábia decisão, ministro, trabalhando como Federação e o Ministério assumindo essa questão, acho que a gente tem a segurança de que vai chegar às 27 Unidades da Federação. É algo extremamente importante. Existia uma dúvida de como seria o encaminhamento. Parabéns para o senhor e para a sua equipe! Agora é torcer para o registro e validação dessas vacinas e que tenham bom resultado para salvar as vidas do povo brasileiro”, disse Reinaldo Azambuja.

O ministro da Saúde afirmou que o governo federal não quer fazer uma vacinação obrigatória, mas um grande plano de imunização nacional, com campanhas de conscientização à população. Pazuello participou de uma videoconferência com governadores e com representantes das empresas que estão à frente das pesquisas e testes sobre as vacinas, como a Fiocruz e o Butantan.

A Fiocruz apresentou alguns dados sobre a vacina Oxford da Astrazeneca. O valor da dose será de US$ 3,16, uma das mais baratas em estudo, segundo a empresa. E a previsão é de entrega de 210,4 milhões de doses em 2021. Participam dos testes 57 mil voluntários de sete países.

Ainda de acordo com a Fiocruz, há a garantia de produção nacional com transferência total de tecnologia e a previsão de entrega das primeiras 30 milhões de doses, com produção 100% nacional, é fevereiro de 2021. 

Já o presidente do Butantan, Dimas Covas, afirmou que há um acordo para fornecer 46 milhões de doses da Coronavac para o Brasil, sendo 6 milhões vindos da China e 40 milhões produzidos pelo Instituto, e que há possibilidade de aumento de produção.

O secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, também participou da videoconferência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Roberto Orro à esquerda abraçado com o filho, deputado estadual Felipe Orro (PSDB) LUTO DE 3 DIAS EM MS
Morre ex-deputado Roberto Orro, Governo de MS decreta luto oficial de três dias
CORONAVÍRUS EM MS
Vice-prefeito de Ponta Porã está internado em UTI com covid-19
EDUCAÇÃO NA PANDEMIA
Protocolo de Volta às Aulas da Rede Estadual prevê ensino híbrido em 2021
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto
Da direita para a esquerda, e de cima para baixo: Fiuza, Urt, Heliomar e Cassuci (Foto: Divulgação) POLÍTICA
Sidrolândia e mais 3 cidades de MS ficam sem prefeito eleito e podem ter nova eleição
BONITO - MS - G7 NA CÂMARA
Em Bonito: Vereadores eleitos criam G7 com objetivo de atender pedido da comunidade
FATALIDADE
Ex-vereador morre de picada de cobra e amigos lamentam nas redes sociais em MS
SE A MODA PEGA!
Prefeito perde eleição e demite 365 funcionários; cidade fica sem médicos especialistas
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Programa Governo Presente finaliza pontes de concreto em Jardim e Bodoquena
BONITO - MS - SEM LOCKDOWN
MPMS e Município descartam lockdown mas toque de recolher volta a vigorar em Bonito (MS)