Menu
sbado, 6 de junho de 2020
Busca
POLONIO MEDICAL CENTER
MS TEM 5 CIDADES NA LISTA

Bolsonaro propõe extinção de cidades com menos de 5 mil habitantes; MS tem 5

Bolsonaro propõe extinção de cidades com menos de 5 mil habitantes; MS tem 5

5 Nov 2019 - 18h46Por Dourados Agora com Agência Brasil

Municípios com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria inferior a 10% da receita total serão incorporados pelo município vizinho. O ponto consta da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo, enviada hoje (5) pelo governo ao Senado.

Em mato Grosso do Sul, cinco cidades tem população inferior a 5 mil habitantes, contuto, não se sabe se a receita é inferior a 10%. São eles: Figueirão (3.051 habitantes), Jateí (4.027), Novo Horizonte do Sul (3.814), Rio Negro (4.831) e Taquarussu (3.588). As estatísticas são do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica), estimativa de população para 2019.

Segundo o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, a medida poderá afetar até 1.254 municípios. A incorporação valerá a partir de 2025, e caberá a uma lei ordinária definir qual município vizinho absorverá a prefeitura deficitária. Uma lei complementar disciplinará a criação e o desmembramento de municípios.

A PEC também estende as regras da execução do Orçamento federal aos estados e municípios. A regra de ouro (teto de endividamento público) e o teto de gastos seriam estendidos aos governos locais.

As prefeituras e os governos estaduais também poderão contingenciar (bloquear) parte dos Orçamentos dos Poderes Legislativo, Judiciário e do Ministério Público locais. Atualmente, somente a União pode contingenciar verbas de todos os Poderes. Os governos locais só conseguem bloquear recursos do Poder Executivo.

Segundo o Ministério da Economia, a PEC do Pacto Federativo acabará com a disputa judicial em torno da Lei Kandir, ao estender a transferência de royalties e participação especial do petróleo para todos os estados e municípios. Hoje, os estados negociam com a União todos os anos os repasses da Lei Kandir, que prevê que o governo federal deve compensar a desoneração de Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para mercadorias primárias e semielaboradas.

A PEC também proíbe que estados e municípios se apropriem de recursos de fundos de pensão e depósitos judiciais de ações entre particulares para pagarem despesas.

 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO DECRETO CORONAVÍRUS NO MS
Multa será de até R$ 1.466 reais para infectado com Covid-19 descumprir quarentena
IMAGEM: ÁGUAS TURISMO BONITO - MS - NOVO DECRETO
Novo Decreto é publicado, veja o que mudou e o que continua valendo desde 1º de junho em Bonito (MS)
Consulta para saber se o CPF foi usado para requerer o Auxílio Emergencial deve ser feita no site da Dataprev - Reprodução FIQUEM ATENTOS
Veja se o seu CPF foi usado e como denunciar a fraude
Governo de MS vai distribuir máscaras para quem não tem condições de comprar CORONAVÍRUS NO MS
Governo de MS vai distribuir máscaras para quem não tem condições de comprar
Vai ter eleição, TSE autoriza convenções partidárias virtuais para eleição deste ano ELEIÇÕES 2020
Vai ter eleição, TSE autoriza convenções partidárias virtuais para eleição deste ano
Lei sancionada pelo governador define 12 de novembro como Dia do Pantanal DIA DO PANTANAL - MS
Lei sancionada pelo governador define 12 de novembro como Dia do Pantanal
A Prefeitura de Chapadão do Sul liberou, no 28 de maio, por meio de decreto municipal CORONAVÍRUS NO MS
MP ingressa com ação e prefeitura desiste de retomar aulas
BOLETIM COVID-19 NO MS CORONAVÍRUS NO MS
EXPLODIU: MS tem recorde com 156 novos casos em 24 horas, confira o boletim
Em mais uma sessão remota, Mesa Diretora apresentou projetos que reconhecem calamidade pública GUIA LOPES E MAIS 03 CIDADES
Guia Lopes e mais 03 municípios podem ter estado de calamidade pública decretado
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses