Menu
segunda, 18 de outubro de 2021
Busca
BONITO ÁGUAS GREEN WEEK
CARNE FRACA

PF indicia mais de 60 pessoas investigadas na Operação Carne Fraca

17 Abr 2017 - 10h13

A Polícia Federal (PF) indiciou 63 pessoas investigadas pela Operação Carne Fraca. O inquérito policial da superintendência da PF no Paraná, entregue sábado à Justiça Federal do Paraná, apontou que existem provas e indícios suficientes de cometimento de várias infrações previstas no Código Penal.

Os indiciados deverão responder pelos crimes de advocacia administrativa, concussão, corrupção passiva, crime contra a ordem econômica, emprego de processo proibido ou de substância não permitida, falsidade de atestado médico, falsidade, corrupção, adulteração de substância ou produtos alimentícios, organização criminosa, peculato, prevaricação, uso de documento falso e violação de sigilo funcional.

Entre os indiciados estão agentes de inspeção sanitária, fiscais agropecuários federais, chefes de unidades de inspeção, proprietários e funcionários de frigoríficos e representantes regionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Segundo o relatório, foram indiciados somente os investigados que foram presos preventivamente. Ainda há fatos em apuração que poderão resultar no indiciamento de outros investigados soltos, mas que estão ligados às condutas analisadas.

De acordo com o relatório da PF, "os indícios e provas colhidos ao longo da Operação permitem concluir pela existência de uma organização criminosa atuante dentro da estrutura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tanto no Estado do Paraná como em outros Estados, há fortes evidências das mesmas práticas nefastas pelo menos nos estados de Goiás e Minas Gerais", diz trecho do documento.

Operação

A operação Carne Fraca foi deflagrada em 17 de março com o objetivo de apurar prática de crimes de corrução por agentes públicos responsáveis pelo trabalho de fiscalização e controle da qualidade e segurança alimentar de produtos agropecuários.

Segundo a PF, fiscais agropecuários recebiam propina de empresas para liberar a emissão de certificados sanitários sem a fiscalização efetiva da carne. A partir da troca de favores entre empresários e os fiscais, o esquema permitia a comercialização de produtos com várias irregularidades, como prazo de validade vencido e uso de substâncias para adulterar a qualidade da carne.

Ao todo, foram expedidos na Operação Carne Fraca 27 mandados judiciais de prisão preventiva, 11 de prisão temporária, 77 de condução coercitiva e 194 de busca e apreensão. Ao todo, 21 frigoríficos são investigados na operação. Além disso, o Ministério da Agricultura afastou 33 fiscais de suas atividades. O processo tramita sob sigilo na 14ª Vara Federal, em Curitiba

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUARDA MUNICIPAL DE BONITO NO GABINETE BONITO - MS - NO GABINETE
Trutis garante emenda de R$ 180 mil para compra de equipamentos para Guarda Municipal de Bonito
Vítima foi levada para a Unidade Básica de Saúde do município, onde foi constatada a morte (Foto: arquivo / Liga da Justiça) FATALIDADE
Jovem morre após receber descarga elétrica em área rural
MORTE A ESCLARECER
Idoso é encontrado morto no sofá, amarrado pelas mãos e com sangramento na cabeça
Goianos ficaram desaparecidos após naufrágio no Pantanal  Foto: Arquivo Pessoal/Thamiris Furquim NAUFRÁGIO NO RIO PARAGUAI
Marinha e Polícia Civil investigarão naufrágio que matou 7 pessoas no Pantanal
PMA DE JARDIM AÇÃO DA PMA DE JARDIM
Pescadores recebem PMA a tiro em acampamento de pesca no rio Miranda
Mais dois corpos foram achados logo nas primeiras horas de buscas neste sábado DURANTE TEMPORAL
Chalana vira com 21 pessoas durante vendaval, 06 corpos já foram encontrados no rio Paraguai
Árvore caiu e quase atingiu carros na Marcelino Pires; Foto: Sidnei Bronka/Ligado Na Notícia VÍDEO - FOI TENSO
Internauta flagra árvore caindo na Marcelino Pires em Dourados, ASSISTA
VENDAVAL ESTRAGOS EM MS
Defesa Civil faz levantamento de estragos causados por tempestade de poeira e vendaval em MS
SAD CONCUSO DA POLÍCIA CIVIL
Concurso público para 236 cargos da Polícia Civil tem comissão organizadora definida
POLÍCIA CIVIL DE BONITO BONITO - MS - QUADRILHA PRESA
Quadrilha é presa após aplicar golpe que ultrapassa R$ 30 mil reais em Bonito (MS)