Menu
sexta, 22 de outubro de 2021
Busca
BONITO ÁGUAS GREEN WEEK
MAUS-TRATOS

Mãe é presa após tentar matar a filha de 2 anos

12 Jan 2017 - 12h41Por G1

Uma mulher de 26 anos, foi presa na noite de quarta-feira (11), por agredir e ameaçar matar a filha de 2 anos em Sete Quedas a 452 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência, a polícia recebeu a denúncia de que a mulher embriagada estava jogando a criança contra a parede. A testemunha tirou a menina do colo da mãe. Revoltada a mulher pegou uma faca e tentou ferir a própria filha.

A polícia foi ao local e fez a prisão em flagrante. A menina foi encaminhada a um abrigo pelo conselho tutelar. O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil de Sete Quedas e a suspeita vai responder por maus-tratos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Escola de Dourados PÂNICO EM ESCOLA
PÂNICO EM ESCOLA: Ameaça de massacre causa pânico em alunos em MS
BONITO - AÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL
Homem embriagado invade escola, perturba alunos e funcionários e acaba preso pela GM em Bonito
Foto: Ivinotícias FATALIDADE
Homem morre após sofrer descarga elétrica de 34 mil volts em MS
CNH INFRAÇÃO NAS REDES SOCIAIS
Postar infração de trânsito nas redes sociais pode gerar multa de até R$ 30 mil e CNH cassada
CASO DE POLÍCIA
Dupla que abatia bois para furtar a carne em fazenda de MS, são detidos por funcionários
SAIBA COMO FAZER
Teve prejuízos materiais durante o vendaval? Saiba o que fazer
GUARDA MUNICIPAL DE BONITO NO GABINETE BONITO - MS - NO GABINETE
Trutis garante emenda de R$ 180 mil para compra de equipamentos para Guarda Municipal de Bonito
Vítima foi levada para a Unidade Básica de Saúde do município, onde foi constatada a morte (Foto: arquivo / Liga da Justiça) FATALIDADE
Jovem morre após receber descarga elétrica em área rural
MORTE A ESCLARECER
Idoso é encontrado morto no sofá, amarrado pelas mãos e com sangramento na cabeça
Goianos ficaram desaparecidos após naufrágio no Pantanal  Foto: Arquivo Pessoal/Thamiris Furquim NAUFRÁGIO NO RIO PARAGUAI
Marinha e Polícia Civil investigarão naufrágio que matou 7 pessoas no Pantanal