Menu
quinta, 4 de maro de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO
ORGANIZAÇÃO TERRORISTA

Justiça condena campo-grandense e outros sete réus da Operação Hashtag

5 Mai 2017 - 09h13Por Correio do Estado

A Justiça condenou, na tarde desta quinta-feira (4), oito réus da Operação Hashtag. Entre eles está o campo-grandense Leonid El Kadre de Melo. Eles ainda podem recorrer da decisão.

Todos foram condenados na lei antiterrorismo que fala em "promover, constituir, integrar ou prestar auxílio, pessoalmente ou por interposta pessoa, a organização terrorista".

Veja abaixo a quanto tempo cada um foi condenado:

Leonid El Kadre de Melo - 15 anos de reclusão, sendo 13 anos em regime inicial fechado;
Alisson Luan De Oliveira - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
Oziris Moris Lundi dos Santos Azevedo - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
Levi Ribeiro Fernandes De Jesus - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado
Israel Pedra Mesquita - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
Hortencio Yoshitake - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
Luis Gustavo de Oliveira - 6 anos de reclusão, sendo cinco em regime inicial fechado;
Fernando Pinheiro Cabral – 5 anos de reclusão em regime inicial fechado.

Leonid El Kadre de Melo também foi condenado, conforme descrito na lei, por realizar atos preparatórios de terrorismo com o propósito inequívoco de consumar tal delito.

Com exceção de Fernando, além dos crimes previstos na lei antiterrorismo, todos também foram condenados pelo crime de organização criminosa.

Leonid El Kadre de Melo, Oziris Moris Lundi dos Santos Azevedo, Levi Ribeiro Fernandes de Jesus, Israel Pedra Mesquita, Hortencio Yoshitake e Alisson Luan de Oliveira foram absolvidos dos crimes de corromper ou facilitar a corrupção de menor de 18 anos, com ele praticando infração penal ou induzindo-o a praticá-la. A infranção está prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Segundo o juiz federal Marcos Josegrei da Silva, Leonid El Kadre de Melo, Alisson Luan de Oliveira, Luis Gustavo de Oliveira e Fernando Pinheiro Cabral não poderão recorrer da senteça em liberdade.

Lei antiterrorismo

As prisões da Hashtag foram as primeiras feitas com base na lei antiterrorismo, sancionada pela presidente Dilma Rousseff, em março do ano passado.

Também foram as primeiras detenções por suspeita de ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico, que atua no Oriente Médio, mas tem cometido atentados em várias partes do mundo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
FATALIDADE: Jovem de 22 anos é atingido por raio e morre em MS
MIRANDA - AÇÃO DA PMA
PMA doa pescado apreendido para associação que cuida de idosos na cidade de Miranda
Coronel Adib Massad, durante uma das visitas à Dourados. (Foto: Arquivo/O Progresso) LUTO NO MS
LUTO: Morre aos 91 anos o coronel Adib Massad, lenda da segurança nas fronteiras de MS
MIRANDA E AQUIDAUANA
Operação Cidade Segura flagram 45 motoristas embriagados em Aquidauana e Miranda
CONCURSO CHEGANDO
Reinaldo Azambuja autoriza concurso público com 250 vagas para Polícia Civil, confira Edital
CONCURSO CHEGANDO
Reinaldo Azambuja autoriza concurso público com 250 vagas para Polícia Civil, confira Edital
PLANTÃO POLICIAL CPF CANCELADO
Adolescente tenta assaltar PM de folga e morre em MS
BONITO - MS - AÇÃO DA GUARDA
Guarda Municipal prende autor de furto em menos de 12 horas em Bonito (MS)
ROUBADA EM BONITO
Operação Big Fish recupera bi-trem avaliada em R$ 400 mil e retroescavadeira roubada em Bonito
BONITO - MS - AÇÃO DA PMA
Mulher é autuada por pescar em piracema e ainda no Rio Mimoso onde a pesca é proibida em Bonito (MS)