Menu
tera, 2 de junho de 2020
BANNER ANNA
Busca
POLONIO MEDICAL CENTER
EM ESCOLA NO MS

Brincadeira? Estudantes são flagrados praticando sexo oral em escola estadual de MS

Brincadeira? Estudantes são flagrados praticando sexo oral em escola estadual de MS

13 Jun 2019 - 15h07Por TOP MÍDIA NEWS

Imagens que mostram dois garotos praticando ou emulando sexo oral nas dependências de uma escola têm sido compartilhadas em redes sociais. Conforme o registro, o caso teria ocorrido na Escola Estadual Professora Marly Russo Rodrigues, em Aquidauana, a 148 km de Campo Grande. 

Na cena aparecem dois jovens, um ajoelhado e outro de costas virado para a parede, com as calças abaixadas. Assim que percebem que estão sendo filmados, se dispersam, rindo. Não é possível afirmar, contudo, se se trata de uma brincadeira ou de um ato real.

A Secretaria de Estado de Educação (SED) foi procurada pelo TopMídiaNews e afirmou, por meio de assessoria de imprensa, que entrará em contato com a direção da unidade escolar para averiguar a situação. "Importante salientar que, em casos como este, o procedimento adotado consiste no diálogo com os estudantes e contato com os pais e/ou responsáveis, antes da adoção de qualquer medida", completou a nota.

Alerta

No artigo 233 do Código Penal Brasileiro, praticar ato obsceno em lugares públicos é crime, com pena prevista de três meses a um ano de detenção, ou multa. Contudo, para haver a configuração criminosa é preciso que haja vítima, como alguém que estava passando pelo local público e se sentiu ofendido com a cena.

O que quem compartilha as imagens parece ignorar é que a divulgação de qualquer imagem ou vídeo íntimo sem a autorização das pessoas que aparecem no material, pode ser considerado crime e ter a punição agravada no caso de envolver menores de 18 anos de idade. O mesmo vale para quem manter o conteúdo salvo no computador ou dispositivo móvel.

O artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) qualifica como crime grave a divulgação de fotos, gravações ou imagens de crianças ou adolescentes em situação de sexo explícito ou pornográfica. Prevê pena de 3 a 6 anos de reclusão e multa para quem publicar materiais que contenham essas cenas com menores de 18 anos. A divulgação de imagens e vídeos de nudez ocorre também com o consentimento da produção do material, porém sem a autorização de divulgá-lo na internet.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO DE POLÍCIA
Mãe é acusada de praticar sexo com parceiro e fazer filha de 6 anos participar em MS
Prisão
Por amor: homem corta tornozeleira e volta para o namorado preso em penitenciária de MS
TRÁFICO DE DROGAS
Perseguição termina com quase 1t de maconha apreendida
Achado de cadáver
Corpo de adolescente é encontrado no rio de MS
Roubo
Mulher leva pancada na cabeça, desmaia e quando acorda percebe que foi roubada
OPERAÇÃO
Operação Sucata Preciosa cumpre mandados de busca e apreensão em três cidades de MS
Confronto
Homem morre durante confronto com o Bope em 'boca de fumo'
PLANTÃO POLICIAL JARDIM - MS - CASO DE POLÍCIA
Dois são presos após realização de festa em residência durante pandemia em Jardim (MS)
Mulher é esfaqueada e tem pulmão perfurado pelo marido FEMINICÍDIO EM MS
FEMINICÍDIO: Mulher é esfaqueada e tem pulmão perfurado pelo marido
BONITO - MS - CASO DE POLÍCIA
Homem atrapalha o serviço da polícia e caso vai parar na delegacia de Bonito