Menu
segunda, 19 de outubro de 2020
Busca
ZAP INFORMÁTICA

Tuberculose mata 5 pessoas por mês em Mato Grosso do Sul

24 Mar 2011 - 12h53Por Midiamax

 A tuberculose, que já foi o principal problema de saúde pública mundial, continua matando em Mato Grosso do Sul. Em média, cinco pessoas morrem por mês no estado por causa da doença, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado.

Em 2009 foram 808 casos oficiais, e em 2010, 877 notificações com 60 óbitos anuais. O aumento de casos foi superior a 28% de um ano para o outro. Em 2010, Campo Grande teve 259 pacientes com tuberculose, enquanto Dourados 75, Três Lagoas 32 e Corumbá 68 notificações.

Nos últimos 10 anos a cura dos casos novos diagnosticados ficou em torno de 70%, bem abaixo dos 85% idealizado pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

De acordo com a pneumologista e professora universitária Ana Maria Campos Marques, nos primeiros quinze dias de tratamento, o paciente já sente melhora e, por isso, em muitos casos abandona prematuramente o tratamento de seis meses.

“A tuberculose tem cura e a única maneira de tratar é com um pré-diagnóstico precoce, tratamento correto e prevenção”, diz.

Nesta quinta-feira (24), aos 100 anos da descoberta do bacilo causador da Tuberculose (Mycobacterium tuberculosis), a OMS celebra o Dia Mundial de Combate a Tuberculose.

O agravante da doença é que cada paciente bacilífero, se não tratado, pode infectar de 10 a 15 pessoas por ano. A tuberculose ainda mata cerca de 4,7 mil pessoas por ano no Brasil.

Atualmente, o País ocupa o 19º lugar entre os 22 países responsáveis por 80% do total de casos de casos no mundo.

De acordo com o Ministério da Saúde, os sinais e sintomas mais frequentes são tosse seca contínua no início e com presença de secreção por mais de quatro semanas, transformando-se em uma tosse com pus ou sangue.

Há ainda cansaço excessivo, febre baixa geralmente no período da tarde, sudorese noturna, falta de apetite, palidez, emagrecimento acentuado, rouquidão, fraqueza e prostração.

A transmissão da tuberculose é direta, de pessoa a pessoa. O doente expele, ao falar, espirrar ou tossir. Pessoas com aids, diabetes, insuficiência renal crônica, desnutridas, além de idosos doentes, alcoólatras, viciados em drogas e fumantes são mais propensos a contrair a tuberculose.

Para prevenir a doença é necessário imunizar crianças de até 4 anos – sobretudo as menores de 1 ano – com a vacina BCG. A prevenção inclui ainda evitar aglomerações, especialmente em ambientes fechados. Segundo especialistas, quem apresentar os sintomas deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - CORONAVÍRUS
Quase metade dos PMs testam positivo para coronavírus após feriadão em Bonito (MS)
COVID-19
Bonito registra mais 4 novos casos de covid-19
CRIME
Pescador é preso ao ser flagrado voltando de pescaria ilegal
TRÁFICO DE DROGAS
Veículo é apreendido com mais de 300 kg de maconha, em MS
COVID-19
Jorge Aragão é internado em UTI com Covid-19
Capital
Criança de 3 anos se afoga em piscina de clube e é reanimada pelo Samu
Auxílio Emergencial
Caixa paga hoje auxílio emergencial de R$ 300 a 1,6 milhão do Bolsa Família
TRÁFICO DE DROGAS
Traficante é preso enquanto transportava maconha sob a lataria de veículo
ATROPELAMENTO
Policial morre ao ser atropelado por motorista bêbado
Meteorologia
Segunda-feira deve ser quente e com possibilidade de chuva, Bonito (MS)