Menu
tera, 24 de novembro de 2020
Busca
OKA_BONITO_ABRIL

Procuradoria-Geral da República faz manual para baratear obra pública

2 Mai 2011 - 11h33Por Folha.com

Para combater superfaturamentos em obras públicas e reduzir preços de licitações, o Ministério Público Federal vai recomendar a seus procuradores e a outros órgãos de controle a adoção de novos critérios para a fiscalização de editais e contratos.

A estratégia inclui a realização de audiências públicas e a elaboração de um manual com as diretrizes.

Os novos critérios têm como base estudos do INC (Instituto Nacional de Criminalística) da Polícia Federal que apontam que as referências oficiais usadas nos orçamentos das obras públicas permitem que construtoras cobrem valores até 25% maiores que o custo real das obras.

O movimento do Ministério Público ocorre ao mesmo tempo em que empreiteiras atuam para jogar para cima os índices de preços oficiais, como revelou reportagem da Folha nesta semana.

Segundo a PF, o sobrepreço ocorre pois o valor base das licitações não leva em conta preços mais baixos nem descontos que as empreiteiras obtêm na compra de materiais em grandes quantidades. As atuais referências oficiais também permitem distorções nos custos indiretos das obras.

Os novos critérios foram apresentados e discutidos em uma audiência promovida pela Procuradoria-Geral da República, em março. Foi dado prazo para que as associações de construtoras contestassem o trabalho da PF.

Segundo a procuradora regional da República no DF Raquel Branquinho, as críticas das construtoras não foram suficientes para derrubar as conclusões do INC.

Internamente, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, já definiu que os editais e contratos da instituição deverão levar em conta os novos parâmetros.

As entidades de representação das empreiteiras contestam os critérios. O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Paulo Simão, disse que "os trabalhos contêm "posições equivocadas" e levam a uma "punição" para as empresas que obtém melhores condições de preços no mercado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO NA PANDEMIA
Protocolo de Volta às Aulas da Rede Estadual prevê ensino híbrido em 2021
VEM PRA BONITO - MS
'Green Week' do Águas de Bonito começou e tem a melhor tarifa do ano em Bonito (MS)
PLANTÃO POLICIAL FEMINICÍDIO NO MS
FEMINICÍDIO: Homem invade apartamento e mata a ex-companheira a golpes de faca
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto
subway realiza sub week entre 23 e 29 11 BONITO - BLACK FRIDAY SUBWAY
Black Friday da Subway já começou, veja como pedir o seu em Bonito (MS)
Aeronave fez pouso forçado e piloto ateou fogo depois - Crédito: Senad/Divulgação CASO DE POLÍCIA
Traficante ateia fogo em avião carregado com cocaína após pouso forçado
Policial militar agride turista a socos e chutes em Bonito - Redes sociais BONITO - MS - POLICIAIS AFASTADOS
Governador afasta policiais flagrados agredindo turistas em Bonito (MS)
BONITO - MS - ATENÇÃO
ATENÇÃO BONITO: Limpeza na rede será nesta madrugada e 'cavaletes' devem ser fechados
Da direita para a esquerda, e de cima para baixo: Fiuza, Urt, Heliomar e Cassuci (Foto: Divulgação) POLÍTICA
Sidrolândia e mais 3 cidades de MS ficam sem prefeito eleito e podem ter nova eleição
BONITO - MS - PREVISÃO DO TEMPO
Sem chuva e máxima de 35°, confira a previsão para Bonito (MS)