Menu
quarta, 25 de novembro de 2020
Busca
Bonito

Novo método de diagnóstico pode reduzir morte súbita em até 79%

7 Mai 2011 - 17h07

Uma equipe multidisciplinar que reúne cardiologia, genética clínica e molecular desenvolveu um método de diagnóstico de risco de morte súbita que pode reduzir este tipo de caso em até 79% nas pessoas com menos de 35 anos, e em 55% com mais 35 anos.

A Fundação Grupo ERESA e a Fundação Sistemas Genômicos apresentaram "Coração em ON", uma unidade que une o diagnóstico por imagem e o genético para detectar com adiantamento o risco de morte súbita antes que se produzam os primeiros sintomas.

A unidade é liderada pelos doutores José Zamorano e Salvador Campos e é formada por dez integrantes. Entre eles, cinco são especialistas em diagnóstico cardiológico por imagem e o restante, em genética clínica, molecular e bioinformática.

A abordagem de diagnóstico de cardiopatias é baseada em uma análise simultânea de 72 genes relacionados à morte súbita, como miocardiopatias e transtornos genéticos do ritmo cardíaco, que se combina com um estudo cardiológico por imagem, para obter uma "avaliação do diagnóstico em um prazo recorde de 90 dias".

A Fundação Grupo ERESA lembrou em seu comunicado que 90 % dos casos acontecem por causa de uma doença cardíaca ou têm origem genética, que constituem a maior proporção dos casos de morte súbita em menores de 35 anos.

Segundo esta unidade, "nas cardiopatias de origem hereditária é de grande importância a identificação genética no paciente e nos parentes em risco, já que a detecção de uma mutação genética permite estabelecer medidas terapêuticas ou preventivas".

Nos últimos anos, vários esportistas de elite morreram por morte súbita, como é o caso dos jogadores Daniel Jarque (2009), Antonio Puerta (2007), Miklos Feher (2004) e Marc-Vivien Foé (2003), entre outros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

O maior jogador de futebol argentino, Diego Maradona morre aos 60 anos - Crédito: REPRODUCAO LUTO NO ESPORTE
Diego Maradona morre aos 60 anos
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Reinaldo entrega 420 equipamentos de combate ao mosquito Aedes aegypti e destaca sintonia no combate
BONITO - MS - TRANSIÇÃO
Odilson destaca 'transição harmoniosa' e de respeito com equipe do prefeito eleito em Bonito (MS)
BONITO - MS - AÇÃO DA PMA
Arrendatário multado em R$ 124 mil por causar turbidez na água de córrego e rio afluentes do Formoso
BONITO - MS - AÇÕES
Estado e Sudeco se unem para adequar estradas e evitar turvamento de rios de Bonito (MS)
PREVISÃO DO TEMPO
Chuva só em dezembro, quarta-feira de sol forte em todo MS
Máscaras no queixo, na bolsa, sobre a mesa, e as aglomerações excessivas são causas preocupantes - Fotógrafo Álvaro Rezende SEGUNDA ONDA
Alerta: Hospital Regional começa a faltar leitos de Covid-19, taxa de ocupação atinge 110%
BONITO - BODOQUENA E JARDIM
Convênio firmado e compra de maquinários vai adequar estradas vicinais de Bodoquena, Jardim e Bonito
Zezé Di Camargo canta durante velório do pai, Francisco Camargo, em Goiânia  Foto: Vítor Santana G1 TRISTE PARTIDA
Zezé Di Camargo toca sanfona e canta 'É o Amor' durante velório do pai
vanucci LUTO NO ESPORTE
Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vannucci