Menu
sbado, 28 de novembro de 2020
Busca
OKA_BONITO_ABRIL

Ministro diz que Dilma é quem mais se opõe ao aumento no preço da gasolina

9 Abr 2011 - 15h39Por Estadão.com

A maior opositora para o eventual reajuste dos preços da gasolina é a presidente Dilma Rousseff. A afirmação é do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. "A Dilma é quem mais freia (o reajuste). Ela não quer aumento de preço (da gasolina)", afirmou Lobão, após o término do programa "Bom Dia Ministro", do qual participou ontem.

Segundo ele, a Petrobrás tem pleiteado o reajuste sob a justificativa de que os preços não sobem há nove anos e a última alteração ocorreu há dois anos, mas para baixo. O governo, porém, tem resistido ao aumento. "Temos dito que não concordamos com esse aumento", enfatizou.

O ministro admitiu, no entanto, que, se a cotação do barril de petróleo ultrapassar "muito" os níveis atuais, o reajuste será inevitável. Entretanto, Lobão não quis dar um valor exato. "A Petrobrás imaginava que, se o petróleo chegasse a US$ 105, teria de haver reajuste. Mas estamos a US$ 120 e não houve."

Os preços do petróleo voltaram a subir, fechando acima dos US$ 112 por barril ontem em Nova York, pela primeira vez em dois anos e meio. O preço do petróleo Brent fechou no nível mais alto desde julho de 2008 e apenas US$ 17 abaixo de seu recorde de fechamento.

Etanol. Lobão confirmou ontem que está em análise no governo uma proposta de taxação da exportação de açúcar para forçar as usinas a aumentar a produção do combustível e assim reduzir o preço do álcool ao consumidor. O ministro se referiu a uma das alternativas em estudo do governo para conter o avanço do preço do etanol, que disparou nos postos nos últimos dias.

O Estado apurou que essa será uma das medidas mais fortes adotadas pelo governo para evitar elevações do preço do produto, pois a produção de etanol e de biocombustíveis é uma das políticas do governo Dilma.

Isso porque os usineiros que receberam incentivos do governo para produzir etanol "desviaram" os benefícios e estão se aproveitando da alta cotação do açúcar no mercado internacional para aumentar as exportações, deixando o mercado interno desabastecido de etanol.

Lobão confirmou ainda que o governo está estudando uma forma de aumentar a regulação sobre o setor, que ficaria a cargo da Agência Nacional do Petróleo (ANP). "Temos de garantir o abastecimento dos automóveis que utilizam muito etanol." O ministro observou que ainda não há decisão tomada, mas ponderou que o governo estuda enviar uma nova lei ou medida provisória ao Congresso para mudar a regulação do etanol, colocando-a sob o mesmo rigor de controle da gasolina.

Segundo o ministro, o governo também quer privilegiar empréstimos às refinarias que produzem etanol, em vez de açúcar. O ministro afirmou, ainda, que solicitou ao presidente da Petrobrás, José Sergio Gabrielli, que a companhia produza mais esse tipo de combustível.

?

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - CHAPA REGISTRADA
'Chapa Renovação' é registrada na Câmara, eleição será dia 1º de janeiro de 2021 em Bonito (MS)
AÇÃO DA PMA DE JARDIM E BONITO
PMA de Jardim e Bonito fiscalizam o rio Miranda e da Prata e apreendem petrechos ilegais à pesca
FESTONA NA PANDEMIA
Guarda Municipal acaba com 'festona' em flagrante com 119 adolescentes em MS
MIRANDA - PROJETO SALOBRA
Mais uma parceria CRAS e Projeto Salobra, em Miranda
BONITO - MS - BOLETIM CORONAVÍRUS
BOLETIM: Mais 19 casos positivos nas últimas 24h são registrados em Bonito (MS)
Bancos de areia são fáceis de serem vistos em parte do rio, em Jardim (Foto: Instituto Homem Pantaneiro) - MEIO AMBIENTE
Exploração da pecuária piora assoreamento na nascente do Rio Miranda
VALORIZAÇÃO
Antes do fim do mês, salário de novembro já está na conta do servidor de MS
PÁTIO ZERO
VEJA COMO PARTICIPAR: Detran-MS abre três leilões com mais de 700 motocicletas nesta terça-feira
ORIENTAÇÕES EM MIRANDA
Orientações são feitas a empresas e pousadas de turismo sobre alimentação em cevas para atrair onça
DOURADOS - NOVO DECRETO
Dourados tem leitos de UTI's lotados e prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes