Menu
quinta, 5 de agosto de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO

Mato Grosso do Sul tem novo procedimento para vacinação contra Brucelose

4 Set 2013 - 16h00Por Correio de Corumbá

Teve início na segunda-feira (02) o novo procedimento de vacinação contra a Brucelose bovina e bubalina, doença crônica, transmitida pela bactéria Brucella Abortus, que pode ser transmitida aos humanos.

O procedimento foi estabelecido pela portaria 2899, da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), republicada na edição do dia 22 de agosto de 2013 do Diário Oficial do Estado. A portaria padroniza as ações sanitárias de Mato Groso do Sul e obedece ao Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (PNCEBT).

A vacinação, destinada apenas às fêmeas, ocorre durante todo o ano e deve ser realizada sob a orientação de um médico veterinário cadastrado junto à Iagro, que posteriormente deverá emitir atestado através do sistema on-line utilizado pela Iagro como ferramenta de controle de informações relativas ao agronegócio do Estado (e-Saniagro), como destaca o veterinário da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Sistema Famasul), Horácio Tinoco. "Este profissional ficará responsável pela aplicação da vacina e emissão do atestado via e-Saniagro".

A principal mudança estabelecida na portaria é a obrigatoriedade da vacinação para as fêmeas acima de 8 meses, que não foram vacinadas na idade estabelecida.

Durante o ano, há dois prazos limites para a declaração da vacina: Para o produtor que realizou o procedimento entre os meses de janeiro a junho, a declaração deve ser feita até 30 de junho do ano corrente. Já aqueles que optaram por imunizar os animais entre julho e dezembro, devem declarar até 30 de dezembro.

O produtor deve ficar atento ainda a outra determinação, que torna obrigatória a vacinação das fêmeas com idade entre 3 e 8 meses nos meses de maio e novembro. Ou seja, se houver animais com esta idade nos meses citados, a vacinação é obrigatória no período.

A propriedade que não vacinar sistematicamente as fêmeas, terá o trânsito de animais interditado, impedindo assim a comercialização, inclusive dos machos. A não vacinação e não declaração, conforme estabelecido na portaria, deixa o proprietário dos animais sujeito a sanções legais previstas na legislação sanitária do Estado, como o auto de infração.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flutuação no Recanto Ecológico rio da Prata. Foto: Daniel De Granville. BONITO - TURISMO A TODO VAPOR
Turismo a todo vapor: Passeios em Bonito registram mais de 50 mil visitas durante o mês de julho
GUIA LOPES DA LAGUNA - PRF
Após fuga, polícia encontra veículo abandonado com mais de 1 tonelada de maconha em Guia Lopes
AÇÃO DA PMA
Homem é multado em R$ 50 mil por desmatamento ilegal e vegetação protegida de matas ciliares do Lago
Cachorro abre portão no São Conrado em Campo Grande - Crédito: Reprodução Facebook/ Francisco Assis Dias SÃO MUITO INTELIGENTES
Cachorro abre portão de elevação quando quer passear em Campo Grande
Câmara Municipal de Bonito - Sessão Ordinária BONITO - TRABALHO LEGISLATIVO
Confira o trabalho do seu vereador durante a sessão ordinária da Câmara de Bonito (MS)
BONITO - VACINAÇÃO COVID-19 BONITO - VACINA NO BRAÇO
BONITO vacina pessoas a partir de 24 anos nesta sexta-feira, veja horário e local
BONITO - MS - PARCERIA UFMS
Prefeitura estabelece parceria com a UFMS para cessão de uso de espaço físico da unidade de Bonito
BONITO - AÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL
Guarda Municipal combate mais de 20 focos de incêndio só no mês de julho em Bonito
BORA PRA BONITO - MS
Águas de Bonito oferece muito conforto para seus melhores momentos na hospedagem em Bonito (MS)
TCHAU FRIO!!!
TCHAU FRIO: Nova onda de calor deve chegar na próxima semana, confira a previsão