Menu
segunda, 2 de agosto de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO

Juiz nega pedido do MPE para multar bar da Capital em R$ 3,7 milhões

11 Set 2013 - 09h30Por Campo Grande News

Apesar de ter adotados as medidas para se adaptar à Lei do Silêncio, o Miça Bar e Restaurante pode pagar uma multa milionária por não se adaptar às exigências feitas pelo MPE (Ministério Público Estadual). A Promotoria de Defesa do Meio Ambiente pede a execução de multa no valor de R$ 3,7 milhões.

No entanto, o pedido foi recusada pelo juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, David de Oliveira Gomes Filho. Ele reduziu, antes de ouvir a parte contrária, o valor da multa para R$ 50 mil.

O magistrado considerou “exagerado” o valor fixado pelo MPE e afirmou que a medida não se afina ao objetivo da lei, que é dar tranquilidade aos moradores de Campo Grande.

Segundo a denúncia, o Miça não cumpriu integralmente o acordo firmado com o Ministério Público. No entanto, a promotoria de uma outra chance e firmou novo acordo, que também acabou não sendo cumprido pelo estabelecimento. Após o segundo fracasso, o MPE propôs ação de execução de sentença cobrando o pagamento de R$ 3.744.163,00.

“O valor de R$ 3.744.163,00, em 15 de fevereiro de 2013, corresponde à inadimplência do executado em obrigações relativas à instalação de vedação acústica para atendimento da "lei do silêncio", no prazo constante dos referidos acordos. Tratando-se, pois, de multas fixadas judicialmente, de natureza processual e coercitiva, estão sujeitas ao controle previsto no art. 461, § 6º do Código de Processo Civil, para garantir que atinja apenas a finalidade para a qual foi fixada, ou seja, assumir o caráter de coercibilidade útil. (...) A multa exigida neste cumprimento de sentença está em verdadeiro descompasso com a obrigação a ser exigida ou ao bem que se está tentando proteger. (...) O executado explora o ramo do bar com som ao vivo e quase R$ 4 milhões de multa, acumulada em aproximadamente um ano de descumprimento de obrigação de fazer ajustes acústicos é um exagero. Foge totalmente do princípio da razoabilidade e não pode o juízo simplesmente disparar comando de citação, como se fosse apenas mero ato procedimental”, conclui o magistrado.

Para o juiz, a citação do empresário para pagar tamanho valor, em vez de estimulá-lo a cumprir com a obrigação iria levá-lo ao desespero, quem sabe estimulando-o a fechar o negócio ou a não empreender.

O juiz aproveita a decisão para alfinetar o poder público, que demora para cobrar a aplicação das multas diárias. Além de reduzir o valor da multa, o magistrado deu 15 dias para a empresa quitar o débito de R$ 50 mil, sob pena de penhora dos bens e multa de 10%.

Problemas – O Miça chegou a ser interditado pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) no dia 1º de março deste ano e ficou fechado por aproximadamente um mês. Na época, o dono falou que o prejuízo ficou em aproximadamente R$ 300 mil.

Ele gastou R$ 130 mil para adaptar o espaço à Lei do Silêncio e implantar o isolamento acústico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Filipi Brites  (Ascom). BONITO - COM RECURSOS PRÓPRIOS
Prefeito entrega novo caminhão compactador hidráulico para coleta de lixo em Bonito (MS)
Fotos: Major Ronaldo Cezar Possato Venâncio/PM-SP BOMBEIROS DE MS
Corpo de Bombeiros Militar de MS realiza Curso de Mergulho em Caverna
VACINA EM BONITO BONITO - MS - VACINAÇÃO CONTRA COVID
Bonito atinge a marca de 11.797 pessoas imunizadas com vacinas da COVID-19
ROSE E PEDRINHO DA MARAMBAIA BONITO - MS - TRABALHO DO VEREADOR
Parceria Pedrinho da Marambaia e Rose Modesto já somam mais de R$ 1,6 milhão para Bonito
BONITO - VACINAÇÃO CONTINUA
BONITO vacina Covid pessoas a partir de 28 anos nesta quarta-feira, veja horário e local
FUNTRAB BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Semana começa com 1,3 mil vagas de empregos em 28 cidades de MS
BONITO - VACINA 2ª DOSE
Quem tomou a 1ª dose da Pfizer em maio deve tomar a 2ª dose nesta terça-feira em Bonito (MS)
Etapa do campeonato foi realizada nos Estados Unidos. (Foto: Divulgação/PBR Bull - PEÃO DE RODEIO DO MS
Peão de MS bate recorde com maior nota da história de mundial de rodeio
Corpo foi encontrado no quintal da casa da vítima, em Sidrolândia (MS).  Foto: PMMS/Reprodução CASO DE POLÍCIA
Polícia encontra corpo de idoso enterrado em quintal e sobrinha confessa homicídio
AÇÃO DA PMA
Fazenda com 520 cabeças de gado sem comida, alguns são encontrados mortos, PMA autua arrendatário