Menu
BANNER ANNA
sbado, 30 de maio de 2020
Busca
POLONIO IMÓVEIS

Inflação medida pelo IGP-10 diminui e fica em 0,84% em março

16 Mar 2011 - 14h48Por Agência Brasil

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) ficou em 0,84% em março. O resultado é menor do que o observado um mês antes, quando a taxa foi de 1,03%. De acordo com os dados divulgados hoje (16) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), houve decréscimo em todos os três componentes do IGP-10.

No caso do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que corresponde a 60% do índice global, a taxa diminuiu de 1,16% em fevereiro para 0,99% em março, influenciada pela redução em bens intermediários (de 0,87% para 0,67%) e em matérias-primas brutas (de 3,10% para 1,48%). Já os bens finais subiram de –0,19% para 0,94%. De acordo com a FGV, as maiores pressões sobre o IPA partiram do café em grão (12,01%), algodão em caroço (11,44%) e milho (4,71%). Já entre as principais pressões negativas estão a soja em grão (-4,41%) e os suínos (-11,17%).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), responsável por 30% do IGP-10, diminuiu de 0,92% para 0,59%. Três das sete classes de despesa tiveram redução na taxa. O destaque foi o grupo educação, leitura e recreação (de 2,69% para 0,20%). A principal contribuição para esse movimento partiu dos cursos formais (que na apuração de fevereiro atingiu 4,16% e neste levantamento não apresentou variação). Também apresentaram decréscimos em suas taxas os grupos transportes (de 2,45% para 1,10%) e despesas diversas (de 1,43% para 0,98%). Por outro lado, houve aumento nas taxas de vestuário (de -0,30% para 0,28%), saúde e cuidados pessoais (de 0,38% para 0,54%), habitação (de 0,44% para 0,53%) e alimentação (de 0,54% para 0,57%).

Último componente do IGP-10, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que responde por 10% da taxa global, registrou, em março, alta de 0,33%. O resultado, no entanto, ficou abaixo do verificado no mês anterior (0,42%). Dois dos três grupos componentes do índice tiveram decréscimos. Os serviços passaram de 1,50% para 0,53%, e o custo da mão de obra, de 0,12% para 0,11%. Já o índice relativo aos materiais e equipamentos subiu de 0,50% para 0,55%.

Para calcular o IGP-10 de março, foram coletados preços entre os dias 11 de fevereiro e 10 de março.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Avenida central de Bonito - MS PREVISÃO PARA SEMANA
Frente fria derruba temperaturas novamente nesta segunda-feira que terá semana gelada em Bonito (MS)
Mato Grosso do Sul tem 19 óbitos por coronavírus e 1.418 confirmados CORONAVÍRUS NO MS
MS tem mais 62 e chega a marca de 1.418 confirmados, CONFIRA O BOLETIM
Consumidor que cadastrar CPF na nota fiscal poderá concorrer a prêmios em MS — SORTEIO NOTA PREMIADA MS
Alô Bonito, hoje tem sorteio Nota MS Premiada, tem ganhador da cidade que ainda não resgatou prêmio
BOA AÇÃO EM BONITO
EM BONITO: mutirão popular arrecada e produz EPIs para o Hospital Darci João Bigaton
Apenas o veículo entrou no cemitério no início da tarde de hoje em Dourados DOURADOS - TRISTE
Protocolo é seguido e mulher vítima de Covid-19 é enterrada sem despedida de familiares em Dourados
DOURADOS - VÍTIMA DA COVID-19
Jovem de 27 anos morre por Covid-19 em Dourados
Instituto de Desenvolvimento de Bonito
Requerimento quer antecipar feriados e pode causar mais dificuldades no turismo de Bonito
Homem é executado com 6 tiros a 'queima-ropa' durante partida de futebol em MS ASSASSINATO A ESCLARECER
Homem é executado com 6 tiros a 'queima-ropa' durante partida de futebol em MS
ALISTAMENTO
Governo prorroga até 30 de setembro prazo para alistamento militar
Secretaria  de Educação  de MS  exibirá  aulas remotas na TVE SED/MS e FERTEL
SED/MS e FERTEL firmam convênio para transmissão de aulas da rede pública pela TVE Cultura