Menu
quarta, 21 de outubro de 2020
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO

Índia de 60 anos morre, depois de ser espancada em aldeia

7 Mai 2011 - 11h15Por Dourados Agora

A índia Felícia Romeiro, de 60 anos, morreu ontem depois de ser internada, vítima de espancamento na Aldeia Bororó, em Dourados.

A filha da guarani, Rosana Romeiro,de 23 anos, disse à Polícia que a mãe foi agredida por outra mulher da aldeia, a pauladas, quando bebiam em uma roda de amigos.

Felícia teve ferimentos graves nas costas e no peito. A filha ao tentar defender a mãe, teve um dedo da mão direita amputado por uma mordida da agressora, relata a Polícia.

As duas mulheres foram socorridas a principio ao Hospital da Missão Caiuá, mas na quinta-feira Felícia teve de ser transferida para o Hospital da Vida, onde morreu. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Instituto de Desenvolvimento de Bonito
IDB INFORMA: agentes do Sebrae vão reforçar biossegurança em Bonito no feriado de finados
DEPUTADOS CANDIDATOS A PREFEITO
Com 04 deputados sendo candidatos a prefeito, veja quem entra se caso ganharem as eleições
BOLETIM CORONAVÍRUS EM MS
Bonito registra mais 04 casos e no MS, jovem de 15 anos é uma das vítimas do covid nas últimas 24h
PREMIAÇÃO NO MS
Publicados no Diário Oficial mais 05 editais da Lei Aldir Blanc totalizando R$ 653 mil
BONITO - MS - TEM ÁGUA AÍ?
TEM ÁGUA AÍ?: Troca de bomba pode deixar 02 bairros sem água até às 17h em Bonito (MS)
Vacina está sendo desenvolvida pela China com o Butantan (Foto: Butantan/Divulgação) VACINA - TUDO CANCELADO
CORONAVAC: Bolsonaro atravessa acordo e avisa que não comprará vacina chinesa
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Estado licita mais uma obra de implantação do corredor rodoviário no Pantanal
ACIDENTE FATAL
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher de 22 anos em MS
VACINA NO MS - CORONAVÍRUS
Em reunião virtual com governadores, Ministério da Saúde anuncia distribuir vacina contra Covid-19
Frigolon em Santa Rita do Pardo. (Foto: Divulgação | Sebrae-MS) FRIGORÍFICOE CORONAVÍRUS
Com 17 casos de covid-19, frigorífico deve testar todos os funcionários