Menu
domingo, 14 de julho de 2024
Busca
parque das cachoeiras

Energia elétrica fornecida pela Enersul sobe 17,49% a partir do dia 8 deste mês

5 Abr 2011 - 13h17Por Campo Grande News

A partir de 8 de abril, a tarifa de energia elétrica vai ficar em média 17,49% mais cara para os 815 mil clientes da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul). O reajuste foi aprovado esta manhã, em reunião técnica na sede da entidade, em Brasília.

De nada adiantou o apelo de três parlamentares de Mato Grosso do Sul - o deputado Federal Fábio Trad (PMDB), e os estaduais Marcos Trad (PMDB) e Paulo Correia (PR) – para que o percentual fosse diminuído. Todos chegaram a citar motivos religiosos para um aumento menor, sem sucesso.

O percentual aprovado para o reajuste da Enersul é o maior entre as 10 concessionárias de energia que estão tendo reajustes aprovados este mês. O índice é apenas um pouco menor do que a empresa havia solicitado, 17,56%.

Conforme o relatório final que aprovou o aumento, o reajuste de fato é de 12,33%, mas a percepção ao consumidor será em média de 17,49%.

A alta é diferenciada para os consumidores de alta tensão (14,86%) e os de baixa tensão (18,57%).

Efeito devolução O que foi uma vitória do consumidor, a determinação de devolução de R$ 191 milhões cobrados a mais pela empresa durante 5 anos, agora acaba, segundo os conselheiros, resultando em um impacto ainda maior do reajuste aprovado.

Tanto o conselheiro que relatou o processo, Romeu Donizete Rufino, quanto os outros que votaram, justificaram que a Aneel tem preocuapação com a chamada “modicidade” das tarifas, conceito que defende um impacto menor para o consumidor.

Porém, justificaram que a Aneel tem a função de fazer cumprir a lei e os contratos com as empresas concessionárias de energia e disseram que é isso que está sendo feito em relação à tarifa da Enersul.

Romeu Rufino disse, também, que em relação à inflação acumulada entre 2007 e 2011, a tarifa da Enersul subiu menos. A inflação acumulada, conforme relatado, foi de 16%, segundo apontado, enquanto a inflação, medida pelo IGPM, atingiu 31%.

Leia Também

Homem morre após sofrer queimaduras graves enquanto acendia cigarro no fogão  Em MS
Homem morre após sofrer queimaduras graves enquanto acendia cigarro no fogão
Encontrada morta na Vila Julieta era mãe de dois filhos e maquiadora profissional em MS Triste
Encontrada morta na Vila Julieta era mãe de dois filhos e maquiadora profissional em MS
União libera R$ 137 milhões para ações conjuntas contra incêndios florestais no Pantanal Destaque
União libera R$ 137 milhões para ações conjuntas contra incêndios florestais no Pantanal
Projetos sociais incentivados pela MSgás alcançam mais de 12 mil pessoas no Estado Destaque
Projetos sociais incentivados pela MSgás alcançam mais de 12 mil pessoas no Estado
Governo faz avaliação e Jogo do Tigrinho' pode ser liberado no Brasil Sob Análise
Governo faz avaliação e Jogo do Tigrinho' pode ser liberado no Brasil
Filho de Eliza Samudio é dispensado da base do Athletico por indisciplina Fim do Contrato
Filho de Eliza Samudio é dispensado da base do Athletico por indisciplina
Condições das Águas de Flutuação em Bonito durante o Inverno: Um Convite ao Ecoturismo Sustentável Nascente Azul
Condições das Águas de Flutuação em Bonito durante o Inverno: Um Convite ao Ecoturismo Sustentável
Bonito vai a coxim disputar Jogos Escolares da Juventude nesta semana Disputa
Bonito vai a coxim disputar Jogos Escolares da Juventude nesta semana
Conheça o exame de mamografia digital, do Bonito Imagem Diagnóstico. Saúde
Conheça o exame de mamografia digital, do Bonito Imagem Diagnóstico.
Bonito e mais 48 cidades, FCO para MS tem R$ 227 milhões aprovados para empreendimentos Destaque
Bonito e mais 48 cidades, FCO para MS tem R$ 227 milhões aprovados para empreendimentos
Bonito Informa
Avenida 09 de Julho 2135 - Centro - Bonito/MS/MS
(67) 99638-6610rogerio@bonitoinforma.com.br
© Bonito Informa. Todos os Direitos Reservados.