Menu
domingo, 17 de janeiro de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO

Doenças não transmissíveis matam dois terços da população por ano

13 Mai 2011 - 17h08Por Agência Brasil

Pelo menos dois terços da população mundial morrem anualmente por causa de doenças não transmissíveis, como os problemas cardíacos, acidente vascular cerebral (AVC), diabetes e câncer. No caso dos países em desenvolvimento, a situação se agrava por causa das chamadas doenças contagiosas, como diarreia, pneumonia e malária, que têm maior probabilidade de matar crianças menores de 5 anos de idade.

As informações são da Organização da Mundial da Saúde (OMS). A conclusão está no estudo denominado Estatísticas de Saúde Mundiais 2011, divulgado hoje (13), em Genebra, na Suíça, pela OMS. Porém, os especialistas advertem que além das doenças crônicas e contagiosas, há também fatores de risco que contribuem para aumentar o número de mortes no mundo.

No estudo, os fatores de risco citados são o tabagismo, o sedentarismo, a má alimentação e o uso de abusivo de álcool. De acordo com os dados, quatro em cada dez homens e uma no grupo de 11 mulheres fumam e pelo menos um adulto, em cada oito é obeso.

Os especialistas também se preocupam com as mortes das mães durante a gravidez ou em decorrência do parto. Os últimos dados mostram que houve uma redução significativa. A mortalidade materna diminuiu em 3,3% por ano, desde 2000. O número de mulheres que morrem em consequência de complicações durante a gravidez e do parto diminuiu de 546 mil em 1990 para 358 mil em 2008.

"[O estudo por meio dos dados] mostra que não há país do mundo que possa tratar a saúde sobre qualquer perspectiva apenas sob o prisma de uma doença infecciosa ou de uma doença não transmissível. Cada país deve desenvolver um sistema de saúde que atenda a toda a gama de ameaças", disse o diretor do Departamento de Estatísticas de Saúde e Informática da OMS, Ties Boerma.

O estudo Estatísticas de Saúde Mundiais é um relatório anual, elaborado com base em mais de 100 indicadores de saúde transmitidos à OMS pelos representantes dos 193 países que integram o órgão. O objetivo é preparar uma análise global a partir de situações específicas e buscar, com o apoio das agência vinculadas às Nações Unidas e os demais parceiros, a melhoria dos sistemas de saúde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREFEITO DE CIDADE DE MS
EM LIVE, Prefeito com covid sente muita falta de ar, chora e diz que vai tomar medidas mais pesadas
CORONAVÍRUS NO MS
Mais 13 óbitos e 1.316 exames positivos de Covid-19 nas últimas 24h em MS
SMS DA DEFESA CIVIL
Em período chuvoso, saiba como receber alertas da Defesa Civil por SMS
TURISMO NA ESPERA DA VACINA
Turismo de MS espera vacinação e já planeja duas campanhas para fomentar o setor
A equipe está empenhada em atender a população. Foto: Marlan Pinheiro BONITO - MS - AÇÃO CONTRA O CORONAVÍRUS
Saúde cria estratégia para sanar aumento da covid intensificando o atendimento no Bigaton em Bonito
BONITO E MAIS 3 CIDADES
BONITO tem vaga, Sebrae abre processos seletivos com vagas na Capital e interior
BONITO - MS - VISITA NO LIXÃO
Prefeito visita 'lixão' e estuda local para construção de guarita e instalação de cercas em Bonito
BONITO - MS - DINHEIRO PARA ENTIDADES
Juíza libera mais de R$ 134 mil oriundas de penas pecuniárias para instituições de Bonito (MS)
PLANTÃO POLICIAL BONITO - MS - CASO DE POLÍCIA
Homem é roubado por trio e abandonado esfaqueado em estrada em Bonito (MS)
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Auxílio emergencial 2021 tem 03 saques confirmados para próxima semana