Menu
quinta, 15 de abril de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO

Desigualdades sociais e econômicas dificultam a prática da democracia

13 Abr 2011 - 17h35Por Agência Brasil

As desigualdades socioeconômicas no Brasil, além da concentração de renda e de poder, são os principais entraves para a prática da democracia. A avaliação é da antropóloga Moema Miranda, diretora do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase) e uma das coordenadoras do seminário Incluindo os Excluídos na Política Global, que começou hoje (13), na capital fluminense.

Para a antropóloga, oferecer melhores condições de vida e de renda para a população é condição básica para que as pessoas possam discutir, nas esferas políticas, melhorias em suas vidas e contribuir para o funcionamento da sociedade. O evento é organizado pelo programa internacional Building Global Democracy (BDG), que estimula o engajamento dos cidadãos na vida política.

Em entrevista à imprensa, Moema Miranda criticou a falta de fóruns adequados para subsidiar a discussão e a participação de povos de todo mundo nas decisões de questões globais, como os fenômenos climáticos e as crises econômicas. Pensar estratégias democráticas para assegurar a representatividade de todos é o objetivo do evento, que termina na sexta-feira (15).

"Democracia não implica em não conflito. As divergências continuam a acontecer. O desafio é fazer a gestão dos conflitos sem violência. A nossa questão é construir organismos de articulação que façam com que as divergências não terminem em conflito ou em guerra", afirmou.

Durante o seminário, serão apresentados dez estudos de caso sobre ações tomadas em nível local que extrapolaram para o plano internacional. Entre elas, está a da líder comunitária da África do Sul Rose Molokoane, que começou com projeto de construção de casas populares no bairro e hoje discute o direito à moradia em fóruns internacionais.

"A democracia não vem numa bandeja de prata. Tem que se lutar por ela. Precisamos entender que a democracia tem que ser construída com os pobres e não para os pobres", afirmou.

O egípcio Ahmed Naguib, que participou do movimento contra o governo do ex-presidente de seu país Hosni Mubarak também deve falar sobre o engajamento da população pela saída do ditador. Durante palestra rápida, Naguib defendeu a participação política apartidária de jovens e o poder de influência da mídia.

Os professores universitários João Pacheco de Oliveira e Andrey Cordeiro farão, no evento, uma reflexão sobre os problemas fundiários enfrentados por povos indígenas, que têm acionado com frequência organismos internacionais para pressionar o governo. O último caso ocorreu com a Usina Hidrelétrica Belo Monte (PA), questionada na Organização dos Estados Americanos (OEA).
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Morador (de camisa vermelha) e bombeiros tentam conter o suspeito (Foto: Henrique Kawaminami) - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS DEU RUIM - DEU POLÍCIA
DEU RUIM: Atrapalhado, ladrão invade casa e acaba atacado por enxame de abelhas
Foto: Toninho Souza/Assessoria deputado Renato Câmara AÇÕES DEPUTADO RENATO CÂMARA
Renato Câmara apresenta indicação para reinserção de pessoas com sequelas da Covid-19
BONITO - MS - PROTEÇÃO CONTRA COVID
SAS faz distribuição de máscaras de proteção e álcool em gel para famílias do SCFV em Bonito
BONITO - MS - "FLUTUA QUE PASSA"
Com balneários 100% abertos para flutuação e mergulho, veja como reservar em Bonito (MS)
AÇÃO DA PMA
Após denúncia que o rio da Prata estava ficando com turbidez na água, pecuarista é multado
Imagem Ilustrativa - Crédito: André de Abreu ACIDENTE FATAL
Mulher sem capacete cai da garupa de moto e morre em MS
BONITO E MAIS 44 CIDADES
BONITO e mais 46 cidades continuam na bandeira VERMELHA, veja o mapa e o TOQUE DE RECOLHER
BONITO - MS - CARTÃO SINCARD
Prefeitura convoca os servidores para receberem cartão Sincard em Bonito (MS)
MAIS VACINAS CHEGANDO
Mato Grosso do Sul recebe 13º lote com 77,9 mil doses da vacina contra Covid-19
LUTO BONITO BONITO - MS - LUTO
Em dia de 65 mortes em MS, mais 01 óbito é registrado nas últimas 24h, veja o boletim em Bonito (MS)