Menu
segunda, 23 de novembro de 2020
Busca
OKA_BONITO_ABRIL

Deputados federais vão discutir uso de energia nuclear no Brasil

16 Mar 2011 - 17h11Por Agência Câmara de Notícias

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados, em Brasília, vai realizar audiência pública para discutir o uso de energia nuclear no Brasil. O debate, que ainda não tem data definida, foi proposto pelo deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP). Ele argumenta que, em razão da recente catástrofe ocorrida no Japão, é necessário debater, além da utilização e pesquisa em energia nuclear, as demais fontes de energia disponíveis e compatíveis com as condições ambientais do País.

No requerimento, Tripoli argumenta que já há um cronograma do Ministério de Minas e Energia para a construção de mais quatro usinas nucleares no Brasil. Ele lembra que essas novas unidades devem entrar em operação nos próximos 19 anos. Segundo o deputado, por mais bem preparado que esteja um país e por melhor orientada que seja sua população, é limitada a capacidade humana para conter os efeitos dos desastres naturais e nucleares.

“O acidente de Fukushima, que pode se repetir em outras centrais nucleares pelo mundo provoca dúvidas sobre o nível de segurança das usinas nucleares e estimula o debate sobre a necessidade de se usar esse tipo de energia”, afirma o deputado, que defende maiores investimentos em fontes alternativas, como a eólica e a solar. No requerimento aprovado, o deputado sugere que sejam convidados para o debate representantes da Comissão Nacional de Energia Nuclear, da Secretaria Nacional de Defesa Civil, da Eletrobras Furnas, o professor Luiz Pinguelli Rosa e o consultor ambiental e ex-deputado Fabio Feldmann.

Comissão mista

Ontem, os líderes do PSDB, Duarte Nogueira (SP), e do PV, Sarney Filho (MA), apresentaram requerimento à Mesa Diretora do Congresso para que seja criada uma Comissão Mista Especial com o objetivo de acompanhar, monitorar e fiscalizar as ações referentes à implantação de usinas nucleares no Brasil.

A tragédia no Japão, segundo os líderes, já fizeram diferentes países anunciar mudanças na segurança de seus programas nucleares. É fundamental, de acordo com eles, que o Congresso acompanhe os estudos sobre a situação das usinas já existentes e também sobre a construção de novas unidades nucleares no Brasil.

Para os parlamentares, é preocupante a iminência da instalação de novos empreendimentos nucleares no Brasil, por iniciativa do Executivo, "sem que haja prévia participação do Congresso Nacional e sem que se assegure amplo debate público sobre a matéria".

Riscos de acidentes

Ontem, no Plenário, diversos parlamentares também mostraram preocupação com o tema. Sarney Filho leu nota oficial do PV na qual ressalta que a usina nuclear de Fukushima está numa situação de risco total. Na nota, o partido diz que a recente declaração do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, de que a questão nuclear brasileira está dissociada da japonesa é precipitada e incoerente, "pois observamos que a usina do Japão não explodiu por conta do tsunami ou dos sucessivos terremotos da região, mas devido a uma simples falha no suprimento de eletricidade".

O Programa Nuclear Brasileiro, critica o PV, foi criado e mantido oculto da sociedade. "Por que vamos investir R$ 30 bilhões para implantar mais quatro usinas nucleares para gerar apenas 4 mil megaWatts?", questiona. O deputado Alfredo Sirkis (PV-RJ) lembrou que as centrais nucleares em funcionamento ou prestes a entrar em funcionamento no Brasil são dos anos 70, a manutenção é cara, e os riscos de acidente são altos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto
subway realiza sub week entre 23 e 29 11 BONITO - BLACK FRIDAY SUBWAY
Black Friday da Subway já começou, veja como pedir o seu em Bonito (MS)
Aeronave fez pouso forçado e piloto ateou fogo depois - Crédito: Senad/Divulgação CASO DE POLÍCIA
Traficante ateia fogo em avião carregado com cocaína após pouso forçado
Policial militar agride turista a socos e chutes em Bonito - Redes sociais BONITO - MS - POLICIAIS AFASTADOS
Governador afasta policiais flagrados agredindo turistas em Bonito (MS)
BONITO - MS - ATENÇÃO
ATENÇÃO BONITO: Limpeza na rede será nesta madrugada e 'cavaletes' devem ser fechados
Da direita para a esquerda, e de cima para baixo: Fiuza, Urt, Heliomar e Cassuci (Foto: Divulgação) POLÍTICA
Sidrolândia e mais 3 cidades de MS ficam sem prefeito eleito e podem ter nova eleição
BONITO - MS - PREVISÃO DO TEMPO
Sem chuva e máxima de 35°, confira a previsão para Bonito (MS)
ACIDENTE NAS ESTRADAS
Com risco de despencar em barranco, policiais resgatam vítimas de acidente em Bodoquena
CORONAVÍRUS NO MS
PREOCUPANTE: Leitos públicos de UTI tem apenas 13% dos desocupados em Dourados
BONITO - MS - INQUÉRITO POLICIAL
PM instaura inquérito militar para investigar policial que agrediu mulher algemada em Bonito (MS)