Menu
domingo, 14 de julho de 2024
Busca
MANIA PET

Deputados federais vão discutir uso de energia nuclear no Brasil

16 Mar 2011 - 17h11Por Agência Câmara de Notícias

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados, em Brasília, vai realizar audiência pública para discutir o uso de energia nuclear no Brasil. O debate, que ainda não tem data definida, foi proposto pelo deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP). Ele argumenta que, em razão da recente catástrofe ocorrida no Japão, é necessário debater, além da utilização e pesquisa em energia nuclear, as demais fontes de energia disponíveis e compatíveis com as condições ambientais do País.

No requerimento, Tripoli argumenta que já há um cronograma do Ministério de Minas e Energia para a construção de mais quatro usinas nucleares no Brasil. Ele lembra que essas novas unidades devem entrar em operação nos próximos 19 anos. Segundo o deputado, por mais bem preparado que esteja um país e por melhor orientada que seja sua população, é limitada a capacidade humana para conter os efeitos dos desastres naturais e nucleares.

“O acidente de Fukushima, que pode se repetir em outras centrais nucleares pelo mundo provoca dúvidas sobre o nível de segurança das usinas nucleares e estimula o debate sobre a necessidade de se usar esse tipo de energia”, afirma o deputado, que defende maiores investimentos em fontes alternativas, como a eólica e a solar. No requerimento aprovado, o deputado sugere que sejam convidados para o debate representantes da Comissão Nacional de Energia Nuclear, da Secretaria Nacional de Defesa Civil, da Eletrobras Furnas, o professor Luiz Pinguelli Rosa e o consultor ambiental e ex-deputado Fabio Feldmann.

Comissão mista

Ontem, os líderes do PSDB, Duarte Nogueira (SP), e do PV, Sarney Filho (MA), apresentaram requerimento à Mesa Diretora do Congresso para que seja criada uma Comissão Mista Especial com o objetivo de acompanhar, monitorar e fiscalizar as ações referentes à implantação de usinas nucleares no Brasil.

A tragédia no Japão, segundo os líderes, já fizeram diferentes países anunciar mudanças na segurança de seus programas nucleares. É fundamental, de acordo com eles, que o Congresso acompanhe os estudos sobre a situação das usinas já existentes e também sobre a construção de novas unidades nucleares no Brasil.

Para os parlamentares, é preocupante a iminência da instalação de novos empreendimentos nucleares no Brasil, por iniciativa do Executivo, "sem que haja prévia participação do Congresso Nacional e sem que se assegure amplo debate público sobre a matéria".

Riscos de acidentes

Ontem, no Plenário, diversos parlamentares também mostraram preocupação com o tema. Sarney Filho leu nota oficial do PV na qual ressalta que a usina nuclear de Fukushima está numa situação de risco total. Na nota, o partido diz que a recente declaração do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, de que a questão nuclear brasileira está dissociada da japonesa é precipitada e incoerente, "pois observamos que a usina do Japão não explodiu por conta do tsunami ou dos sucessivos terremotos da região, mas devido a uma simples falha no suprimento de eletricidade".

O Programa Nuclear Brasileiro, critica o PV, foi criado e mantido oculto da sociedade. "Por que vamos investir R$ 30 bilhões para implantar mais quatro usinas nucleares para gerar apenas 4 mil megaWatts?", questiona. O deputado Alfredo Sirkis (PV-RJ) lembrou que as centrais nucleares em funcionamento ou prestes a entrar em funcionamento no Brasil são dos anos 70, a manutenção é cara, e os riscos de acidente são altos.

Leia Também

Homem morre após sofrer queimaduras graves enquanto acendia cigarro no fogão  Em MS
Homem morre após sofrer queimaduras graves enquanto acendia cigarro no fogão
Encontrada morta na Vila Julieta era mãe de dois filhos e maquiadora profissional em MS Triste
Encontrada morta na Vila Julieta era mãe de dois filhos e maquiadora profissional em MS
União libera R$ 137 milhões para ações conjuntas contra incêndios florestais no Pantanal Destaque
União libera R$ 137 milhões para ações conjuntas contra incêndios florestais no Pantanal
Projetos sociais incentivados pela MSgás alcançam mais de 12 mil pessoas no Estado Destaque
Projetos sociais incentivados pela MSgás alcançam mais de 12 mil pessoas no Estado
Governo faz avaliação e Jogo do Tigrinho' pode ser liberado no Brasil Sob Análise
Governo faz avaliação e Jogo do Tigrinho' pode ser liberado no Brasil
Filho de Eliza Samudio é dispensado da base do Athletico por indisciplina Fim do Contrato
Filho de Eliza Samudio é dispensado da base do Athletico por indisciplina
Condições das Águas de Flutuação em Bonito durante o Inverno: Um Convite ao Ecoturismo Sustentável Nascente Azul
Condições das Águas de Flutuação em Bonito durante o Inverno: Um Convite ao Ecoturismo Sustentável
Bonito vai a coxim disputar Jogos Escolares da Juventude nesta semana Disputa
Bonito vai a coxim disputar Jogos Escolares da Juventude nesta semana
Conheça o exame de mamografia digital, do Bonito Imagem Diagnóstico. Saúde
Conheça o exame de mamografia digital, do Bonito Imagem Diagnóstico.
Bonito e mais 48 cidades, FCO para MS tem R$ 227 milhões aprovados para empreendimentos Destaque
Bonito e mais 48 cidades, FCO para MS tem R$ 227 milhões aprovados para empreendimentos
Bonito Informa
Avenida 09 de Julho 2135 - Centro - Bonito/MS/MS
(67) 99638-6610rogerio@bonitoinforma.com.br
© Bonito Informa. Todos os Direitos Reservados.