Menu
sbado, 24 de julho de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO

Deputado quer propor movimento para população não pagar conta de luz

17 Mar 2011 - 18h03Por Midiamax

Faltando 19 dias para que a Aneel conceda novo reajuste da energia elétrica às concessionárias no país, o deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) fez um apelo na sessão plenária desta quinta-feira (17) para que a Assembleia forme uma comissão parlamentar e discuta propostas junto ao órgão em Brasília.

Em 2007, lembrou o deputado, Mato Grosso do Sul ocupava o primeiro lugar no valor da tarifa energética mais cara do país. "Hoje, depois da CPI, ocupamos a 25ª posição, uma redução de quase 20% nesses últimos três anos", disse.

Marquinhos disse ainda que, se a Casa cruzar os braços, ele irá propor um movimento para a população não pagar conta de luz, caso o Estado volte a ter a tarifa mais cara do país.

 

  

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANTERA EM AÇÃO BONITO - MS - VEREADO EM AÇÃO
Pantera destaca o atendimento ao pequeno produtor durante visita ao departamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - A RETOMADA
Depois de um ano de desafios e restrições, turismo já dá sinais de retomada em Bonito (MS)
BONITO - PMA BONITO - NOVA SEDE PMA
PMA ganha terreno de 4.000 m² e terá nova Sede ampla com 630 metros quadrados em Bonito (MS)
VACINA CORONAVÍRUS EM MS
ALERTA: Não é momento de descuidar, taxa de contágio tem leve aumento em MS
CASO DE POLÍCIA
Ladrão causa curto-circuito ao furtar fios de um poste de energia em MS
GUARDA MUNICIPAL DE BONITO BONITO - MS - MELHORIAS NA GUARDA MUNICIPAL
Sejusp e Guarda Municipal discutem fortalecimento da segurança no município de Bonito (MS)
BONITO TRATOR BONITO - MS - PARCERIA
Prefeitura cede trator com terraceador ao IASB para utilização no Projeto Águas de Bonito
ASTRAZENECA VACINA ASTRAZENECA
AstraZeneca: 02 doses têm proteção de 93,6% contra mortes por Covid, entenda sobre a 1ª e 2ª
ACIDENTE FATAL
Coordenadora de compras é encontrada morta caída ao lado de sua Honda Biz em Aquidauana
VACINA VACINAÇÃO COVID EM MS
A cada 10 pessoas em MS, 3 foram completamente imunizadas