Menu
tera, 3 de agosto de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JUNHO

Declaração de cantor do Jota Quest contra baianos será apurada pelo MP

6 Set 2013 - 10h30Por G1

Após dizer que "baiano não trabalha" durante um show em Salvador, Rogério Flausino, vocalista da banda Jota Quest, terá sua declaração investigada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Na quarta-feira (4), um advogado entrou com uma "notícia-crime", representação contra a frase de Flausino, que foi recebida pela promotora de Justiça Márcia Virgens e encaminhada ao Grupo de Atuação Especial de Combate à Discriminação (Gedis). O Ministério Público protocolou a representação nesta quinta-feira (5).

Segundo Juno Leite, autor da ação, o mecanismo de "notícia-crime" serve para apresentar à Promotoria um fato considerado como crime, nesse caso o de preconceito relacionado à origem. O advogado não esteve na apresentação da banda mineira em Salvador, mas assistiu a vídeos apresentados por familiares que estiveram no show e se disse indignado com a declaração.

"Causa indignação porque o povo baiano, e nordestino, é trabalhador. Historicamente, são os operários que colocam o país para andar. A nível de sul e sudeste, quando você fala sobre mão-de-obra, o montante é praticamente daqui do nordeste. Para uns, a declaração pode ter soado como simples piada, brincadeira, mas, a partir do momento em que ele proferiu aquilo, já configurou crime, já consumou, não há o que se falar, não cabe aí o que se retratar", diz.

De acordo com o advogado, apesar do crime de preconceito prever pena de reclusão de um a três anos e multa, o objetivo não é que o artista mineiro seja detido.

"Não desejo que o Rogério [Flausino] vá preso, seria uma pena de caratér pedagógico, para que as pessoas acordem, abram os olhos e se toquem que esse tipo de ideia está equivocada e atinge a dignidade do baiano. Para quem é baiano e está na luta do dia a dia, isso atinge a dignidade da pessoa. Quando você diz que alguém não trabalha a pessoa a não é digna. O objetivo é combater esse tipo de ideia", pontua.

Para o advogado, a declaração se agrava por se tratar de uma figura pública, "que, de certa forma, exerce influência nas pessoas", diz. Após avaliação, o MP pode ou não encaminhar denúncia à Justiça e o juiz dará ou não parecer farovável à abertura de um processo judicial. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - NOVO DECRETO
Novo Decreto permite funcionamento de praticamente todas as atividades econômicas em Bonito (MS)
BONITO - MS - AÇÃO DA PMA
PMA atende 02 incêndios em menos de 24h e alerta população para tempo seco em Bonito (MS)
BONITO - MS - AÇÃO POLICIAL
Traficante e batedores são presos com mais de 380 quilos de maconha e Skank em Bonito (MS)
BONITO - AÇÃO CONJUNTA DAS POLÍCIAS
Polícia Militar e Guarda Municipal acaba com 'festinha' na pandemia e perturbar vizinhança em Bonito
CONCURSO PÚBLICO
Governo de MS abre novo concurso para professores
Foto: Filipi Brites  (Ascom). BONITO - COM RECURSOS PRÓPRIOS
Prefeito entrega novo caminhão compactador hidráulico para coleta de lixo em Bonito (MS)
Fotos: Major Ronaldo Cezar Possato Venâncio/PM-SP BOMBEIROS DE MS
Corpo de Bombeiros Militar de MS realiza Curso de Mergulho em Caverna
VACINA EM BONITO BONITO - MS - VACINAÇÃO CONTRA COVID
Bonito atinge a marca de 11.797 pessoas imunizadas com vacinas da COVID-19
ROSE E PEDRINHO DA MARAMBAIA BONITO - MS - TRABALHO DO VEREADOR
Parceria Pedrinho da Marambaia e Rose Modesto já somam mais de R$ 1,6 milhão para Bonito
BONITO - VACINAÇÃO CONTINUA
BONITO vacina Covid pessoas a partir de 28 anos nesta quarta-feira, veja horário e local